E Mário saiu do armário

18 de junho de 2015: o dia em que Mário de Andrade saiu (ou melhor, foi tirado) do armário. E daí? Saiu ao público a chamada “carta secreta” de Mário para Manuel Bandeira – ou Manu, seu apelido –, que até … Leia mais

1965, 1969 ou a desilusão à máquina de escrever

Gosto muito da decadência. Não de um modo todo gótico de ser, como se fosse um performer que não entendeu bem o método de Marina Abramović. Não sou decadente. Talvez isso seja já ultrapassado. Deixemos o decadentismo para o século … Leia mais

Herberto Helder se foi, mas fica

“Se um dia destes parar não sei se não morro logo” é o começo de um dos poemas do último livro de Herberto Helder, falecido nesta segunda-feira, em Cascais, Portugal. Com certeza, foi dos escritores mais prolíficos e valiosos da … Leia mais

Impressões sobre a poesia de W. H. Auden

O britânico W. H. Auden é sempre referido como um dos grandes nomes da poesia do século XX, porém acredito ser desconhecido ainda em terras brasileiras. O motivo é o mesmo pelo qual a maioria dos autores não é lido … Leia mais

Verão Infinito #6 – Semana 6

Anteriormente em Verão Infinito… Verão Infinito #0 Verão Infinito #1 Verão Infinito #2 Verão Infinito #3 Verão Infinito #4 Verão Infinito #5 Acredito que, até o momento, ninguém te disse que Graça infinita é um livro fácil. Difícil aí é … Leia mais

Pagu para além da vida e obra

Em termos de lançamentos literários, acredito que 2014 foi um ano realmente peculiar. A preocupação com a reedição parece começar a crescer no meio editorial brasileiro, ainda que tenhamos muitas obras (mesmo!) fora do mercado há décadas, limitadas a exemplares … Leia mais

Crítica: Nova Dubai

Não sou de escrever críticas de cinema. Esse é um fato. Não sou especialista nem entendo alguns especialistas. O fato é que gosto de ver filmes e sempre procuro assistir àqueles que mais me deixem intrigado de algum modo. Ou … Leia mais

Uma antologia de Murilo Mendes só não basta

Gosto muito de Murilo Mendes. Talvez seja, na minha opinião, um dos poetas do país menos elogiados do que deveria ser. É claro que, em parte, digo isso porque gosto desse poeta mineiro, de Juiz de Fora, até mais do … Leia mais

Szymborska e a poesia simples

Desde a premiação do Nobel de 1996, a poeta polonesa Wisława Szymborska (1923-2012) passou a figurar entre as prateleiras das livrarias mundo afora, porém é fato que ela já era reconhecida e muito em seu país há décadas. Por todas … Leia mais

Bourdieu e o Estado por tentativa e erro

Já tentaram pensar no que é o Estado? Quando aprendemos na escola sobre o conceito de Estado, geralmente lidamos com duas definições, uma geográfica e outra histórica. Talvez a geográfica seja a primeira a surgir: o Estado é apresentado como … Leia mais

José Luís Peixoto dentro e fora da Coreia do Norte

Às vezes, na vida, uma obsessão particular pode nos fazer tomar decisões que assustam os outros, mas que são necessárias para nos satisfazer de algum modo. É o que fez José Luís Peixoto em 2012: “Propus-me a ir à Coreia … Leia mais

Um artista às avessas

Há muitos livros que, apesar de uma acolhida intensa por parte do público em um primeiro momento, logo depois caem no esquecimento ou não vão muito além das terras onde foram lançados. Infelizmente, acredito ser este o caso de Às … Leia mais