Patti e Robert ou Só garotos

Alguns escritores têm vidas tão interessantes quanto as histórias de seus romances e escritos. Como exemplo disso, podemos citar Hemingway e London, que viveram tantas aventuras quanto os personagens de suas histórias. Mas existem também escritores que, por mais que … Leia mais

Um transbordante copo de cólera

Acho que seria auspicioso iniciar esta resenha sob a sombra daquela famosa frase de Kafka, na qual ele diz que as obras literárias têm de nos atingir como uma tragédia. Confesso que essa frase foi uma espécie de mantra que … Leia mais

Assim na terra como na literatura

Chega quase a ser engraçado como nossas impressões iniciais acerca, por exemplo, de um livro podem resultar no mais acachapante dos enganos. Não que eu tenha resolvido encarar Assim na terra com a impressão de que seria só mais um … Leia mais

Afirma Tabucchi ter Pereira afirmado

Inicio esta resenha assumindo-me um fã confesso de escritores que insistem em cultivar aspectos literários e narrativa mais tradicionais. Por tradicional refiro-me à apresentação dos personagens de maneira evidente, construção de narrativas lineares, uso de descrições, encadeamento mais meticuloso de … Leia mais

Margo, Sandokan & Bakunine

Creio que o que primeiro chama a atenção no romance de Bruno Margo é o título. A pergunta que o segue é aquela que questiona qual é o ponto de intersecção entre duas figuras tão distintas como Sandokan – um personagem … Leia mais

A caverna contemporânea

Creio que a quantidade de resenhas dos livros do Saramago publicadas por mim aqui no Posfácio seja indício do quanto eu admiro a literatura do escritor português. Em cada uma das resenhas ressaltei alguma característica da escritura saramaguiana que me … Leia mais

Saramago e a cisão da Europa

As histórias de Saramago são bem tresloucadas. Fico imaginando como elas surgiram em sua cabeça e como elas foram ponderadas e cotejadas até virem a se encarnar naquela prosa rebuscada e totalmente idiossincrática do escritor português. Deve ser um processo … Leia mais

Mãos equinas, sensibilidade humana

Depois de ler Barba ensopada de sangue, romance publicado no ano passado, decidi que Daniel Galera era um escritor ao qual eu deveria dedicar mais atenção. Não somente porque ele tem coisas muito interessantes a dizer, mas também porque creio … Leia mais

A (in)constante (i)regularidade do amor

Eu realmente tenho que dedicar mais tempo e leituras para a literatura brasileira. Não estou me referindo necessariamente aos clássicos de nossas letras, mas à literatura contemporânea. Do pouco que conheço gosto bastante de Bernardo Carvalho e Carol Bensimon, mas … Leia mais

Paulo Lins e a Cidade de Deus

Não que as favelas tenham deixado alguma vez de serem um problema nacional, fosse de forma velada ou de forma mais explícita, mas ultimamente, devido às investidas militares morro acima, elas têm se tornado cada vez mais um assunto em … Leia mais

Um piano para cavalos altos (Sandro William Junqueira)

Fiquei desconcertado quando li o livro Cães heróis, do escritor mexicano Mario Bellatín. A forma tresloucada e misteriosa com que ele narra os estranhos eventos de seu livro, a maneira como a trama se desenrola, e o enorme ponto de … Leia mais

De repente, nas profundezas do bosque (Amós Oz)

Já havia travado contato com a prosa de Amós Oz através da obra A caixa-preta, livro, aliás, que achei sensacional: muito bem escrito, muito consciente das potencialidades dos artifícios narrativos dos quais se vale e sensível em seu trato com … Leia mais