A morte do inimigo

Pode soar um tanto paradoxal escrever isso aqui, mas tenho certo problema com autores que são declarados como grandiosos pela mídia. Bolaño, eu lia muito, até começar a ser tão falado. Depois me veio certa canseira. David Foster Wallace? Nunca … Leia mais

Confetes na eira (Franca Treur)

Conforme foi possível ver nos artigos que o Daniel Dago escreveu sobre Literatura Holandesa que ainda não possui tradução para o português (parte I e parte II), há uma porção de obras boas por aquelas bandas das quais pouco (ou … Leia mais

Traduções por vir: Alta literatura no País Baixo (parte 2)

O século XX na Holanda, literariamente, começa em 1911. Como assim? Apesar de Louis Couperus ter morrido em 1923, a crítica o considera um autor típico do XIX. O escritor que dá o pontapé inicial no século passado é Nescio. … Leia mais

Traduções por vir: Alta literatura no país baixo (Holanda – parte I)

O crítico E.S. Bates disse em seu Modern Translations, e foi corroborado pelo The Oxford Guide to Literature in English Translation, que as línguas mais negligenciadas em traduções literárias para o inglês são: português, grego moderno, hebraico moderno e holandês. … Leia mais

Comédia em tom menor (Hans Keilson)

Existe muito escrito a respeito do sofrimento e mortes dos judeus durante a Segunda Guerra Mundial. Desde testemunhos em primeira mão até ficções das mais fantasiosas. Peças, poemas, ensaios Há, porém, outro lado para esse drama: os judeus que, ao … Leia mais