Crítica: ‘A Luneta do Tempo’ no Festival do Rio

A Luneta do Tempo é o empreendimento audiovisual biográfico-ficcional-musical-e-metafísico de estreia na direção e no roteiro do cantor Alceu Valença. Biográfico porque seu quase-protagonista é Lampião, vivido por Irandhir Santos; ficcional porque aproveita as brechas para inserir assuntos caros ao … Leia mais

Bruna Moraes: musa em flor

 A música me acorda de um sono profundo e me insiste, até que saia.   O último sábado de agosto (23) reservou uma surpresa e tanto para o público do teatro Eva Herz da Livraria Cultura (RJ) que, assim como … Leia mais

A impressão da geração

Sempre achei engraçada a noção de geração. Nunca me fez muito sentido, ao menos quando era mais jovem. Agora, a própria necessidade de, com 25 anos a completar neste mês, me situar em relação aos outros mais velhos e mais … Leia mais

Música para ouvir música para ouvir música para ler

Tem quem leia. Tem quem leia andando. Tem quem leia andando e ouvindo música ao mesmo tempo. Não recomendo esta última situação: o risco de ser atropelado é imenso. Só faça isso em calçadas longas, sem rua alguma que as … Leia mais

Crítica: ‘Alabama Monroe’

Um dos desafios da crítica cinematográfica é discorrer sobre um filme sem revelar muito de seu enredo, o que estragaria surpresas que devem ser vistas, e não lidas. Crítica não é análise de discurso, nem aula sobre Cinema, mas apontamentos … Leia mais

Música: Old but gold

Paul McCartney lançou um novo clipe semana passada. Queenie Eye é faixa de seu último CD, New, o primeiro de inéditas em seis anos, e tem feito sucesso por sua pretensiosa despretensão em ter como coadjuvantes estrelas como Johnny Depp, … Leia mais

Para quem um dia foi tiete

Eu prometi e voltei rapidinho. A vida é maluca mesmo. Já fui a tanto show, peça de teatro, espetáculo de dança e até ópera! Mas, vou dizer, nunquinha havia ido a um musical (vergonhosamente). Aqueles que unem tudo – dança, … Leia mais

A MTV fica

Na MTV, eu nunca andava sozinha. Minhas ideias nunca andavam sozinhas. E elas podiam ser cuspidas a qualquer momento – sempre haveria alguém para acatar e tentar. Tentar era a palavra. E foi esse tentar que, em mais de 20 … Leia mais

E, no Maranhão, o que é que tem?

Tenho tido uma overdose. Calma, de trabalho. Quando você resolve fazer da sua vida o que você sempre sonhou, acaba caindo num poço de responsabilidades sem fim. E se o que você sempre sonhou envolve produção de eventos, prepare-se para … Leia mais

Nem sol, nem frio. É Mormaço

Eu lembro da voz grave do outro lado da linha. “Espera um pouco, o interfone tocou”. Ele volta, imagino que se acomode no sofá e aguarda pelas minhas primeiras palavras. Ele era Marcelo Camelo e eu era uma jornalista/ admiradora/ … Leia mais

De Toro Y Moi a The Cure: escolha o show da semana

Assumo que demorei a voltar por aqui. Dias corridos para paulistanos que veem no feriado uma oportunidade de comparecer a mais compromissos – só que sociais e familiares. Desabafos à parte, voltamos de uma pausa prolongada e já tem muita … Leia mais

Tom Jobim, por Nelson Pereira dos Santos

Precursor do Cinema Novo com Rio 40 Graus (1955), diretor de Vida Secas (1963), Tenda dos Milagres (1977), Jubiabá (1986) e tantas outras obras capturadas diretamente da melhor literatura brasileira, o hoje octogenário Nelson Pereira dos Santos é o exemplo … Leia mais