O Cícero voltou! E trouxe Marcelo Camelo e Silva com ele

em 1 de agosto de 2013

Posts Relacionados

Não sou uma boa amiga. Eu sei disso. Prometo aparecer na semana seguinte e deixo todo mundo do Posfácio em falta. Estou tentando melhorar, tá? Estive no Rio, vi o Papa e agora serei alguém melhor. Mas, enquanto isso não acontece, vou contando as histórias de quem respira música, mesmo sem tocar uma nota.

Foi em 2011. Ah! Aquele ano seria especial. Meu amigo, Daniel Corrêa, disse: “ouve esse tal de Cícero. Acho que tu vai curtir”. No primeiro disco, o autógrafo: “Carol, desculpe não ter conseguido tomar uma cerveja com você. Espero que possamos nos esbarrar na estrada”. Esbarramos feio, demos um puta tropeço. E caímos nesta história.

No fim de 2011, demos início à turnê do aclamado Canções de Apartamento, com 100 mil downloads só no primeiro mês (incluindo vários meus – um em cada computador). O ano de 2012 foi atribulado. Shows por todo país e perrengues também. Tanto, que apelidamos carinhosamente de turnê Favela Rising – XXXTreme :D.

Foram entrevistas para todos os veículos, prêmios Multishow, Circo Voador ao lado do Paulinho Moska e, para fechar com chave de ouro, show com ingressos esgotados no Rival Petrobras e participação especial de Maria Gadú. Foi incrível. Mas foi.

Agora, vamos focar no que é. É um novo disco e se chama “Sábado”! É o início de uma nova jornada, que pretende deixar de lado o “fenômeno da internet” e colocar no palco o advogado que largou a profissão para fazer música. E faz isso muito bem, há mais de dez anos. Não foi em um ano que tudo aconteceu, foi em um ano que as consequências vieram, simples assim. Agora, vem a consolidação.

“Sábado” foi gravado em diversas casas do Rio de Janeiro por onde Cícero andou nos últimos meses. O resultado traz Bruno Schulz na produção e arranjos, Marcelo Camelo na bateria e baixo, Uirá Bueno (Canastra) na bateria e percussão, Bruno Giorgi (produtor do disco “Chão”, de Lenine) no baixo, o músico capixaba Silva no piano e as vozes femininas das cariocas Mahmundi e Luiza Mayall.

A produção ficou na mão do próprio Cicero, Schulz e Giorgi – que é também filho de Lenine e ganhou uma indicação ao Grammy pela produção do álbum do pai. A masterização das dez músicas ficou por conta do já ganhador do Grammy Felipe Tichauer, que masterizou, entre outros, os trabalhos mais recentes da Céu, Curumin, Marcelo Camelo e Wado.

O trabalho foi intenso. Agora, é aguardar pelo resultado, que chega em download, CD e vinil logo menos, pela Deck. E aguardar também por mais uma turnê maluca e cheia de grandes emoções. Eu choro mesmo, fazer o quê? Não dá para ter coração de pedra. Espero que chorem comigo.

17 comentários para “O Cícero voltou! E trouxe Marcelo Camelo e Silva com ele

  1. Sempre lindo saber um pouco mais destas aventuras e ver as pessoas que se agregaram nelas! Tenho certeza que será novamente um trabalho lindo!

  2. Mais feliz impossível! <3 Será que nos shows da nova turnê ele vai cantar algumas do Canções de Apartamento? Nos estados que ele não fez nenhum show ainda pelo menos.

  3. Confesso que estou na expectativa desse novo trabalho há algum tempo e tenho certeza que será maravilhoso tendo em vista esse excelente elenco!

  4. Que delícia saber um pouco mais sobre o disco. E cara, a tua emoção é de fácil entendimento. Tu falando de alguns shows, e eu me lembrando de estar neles… Eu to super ansiosa pra mais shows, mais participações, mais melodias e muito mais do que eu ainda vou descobrir. Beijocas e até breve Cícero e Cia.

  5. Muito bom! Cícero é maravilhoso, tive a oportunidade de cumprimentá-lo num pocket da Fnac, super-gente boa e um músico incrível ao vivo e MUITO simpático.

    A minha expectativa em relação ao disco nem tá moldada pelo que foi o Canções de Apartamento. Eu tô aberta a apreciar o que vier.

    Sucesso, Cícero! <3

  6. As músicas do Cícero tocaram minha alma. Estou muito feliz e ansiosa com a notícia do novo disco! Sonho em vê-lo no palco, espero que consiga fazer uma boa turnê aqui pelo Sul 🙂

  7. Essas informações são muito importantes pra galera que curte o som do Cícero. Ele tem que vim tocar aqui na ilha de São Luís ! Nos apresentar pessoalmente seu trabalho antigo (canções de apartamento) e o novo ^^

  8. Eu choro junto com você! Também descobri esse “fenômeno (lindo e cheio de amor) da internet” através de um amigo e fiz questão de espalhar para aqueles que eu sabia que também iriam se identificar com esse som encantador e consequentemente se apaixonar!
    Estou ansiosa por esse novo trabalho! Aguardando ótimos resultados!
    Como sempre digo, Cícero é muito amor!

  9. Vou confessar que quando tocou no assunto ‘Teatro Rival’ me coração deu um salto de saudade. Eu estava lá, e foi realmente incrível. Mau posso esperar para viver tudo aquilo de novo. Agora… o que é o elenco de sábado/ gente, que sonho! Expectativas nas alturas.

    beijos!

  10. Pingback: Rock in Rio, disco novo e outras coisas | Posfácio

Deixe uma resposta para Naíla Cordeiro Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.