Crítica: “O Clube”

Há algo de podre no reino de Deus. Quem diz isso é Pablo Larraín, atualmente um dos diretores mais talentosos na América Latina, realizador de pequenas pérolas como o recente No (2012), indicado ao Oscar de Melhor Estrangeiro, e que agora, … Leia mais