Anos-Luz depois: Vontade literária

“Agora, por que é que nenhuma dessas caprichosas me fez esquecer “a primeira amada do meu coração? Talvez porque nenhuma tinha os olhos de ressaca, nem os de cigana oblíqua e dissimulada.” Começo a minha coluna, citando essa clássica passagem … Leia mais

Anos-Luz Depois (Sobre sonhos, fantasmas e padarias)

Padaria é um negócio meio melancólico, se você for parar pra pensar. Bom, pelo menos é na minha vida depois que eu li os textos da Nina Horta. Pra quem não sabe, a autora escreve pra Folha, semanalmente, sobre gastronomia, … Leia mais