Não fosse isso e era todo um Leminski

Difícil falar de Leminski sem falar de sua persona. O mesmo drama aqui relatado sobre Ana Cristina Cesar, mas pior. É fato que Paulo Leminski (1944-1989) é conhecido por sua marginalidade, por sua boemia, por sua poesia que cativa até … Leia mais

Você gosta de poesia?

Aparentemente, a pergunta é das mais temidas em festas literárias como a Flip. Você está à procura de um lugar para almoçar rapidinho antes de um evento, quando um cidadão brota das pedras irregulares do calçamento e tasca a bendita … Leia mais

Livros para a sala de espera

“Nunca confie em alguém que não trouxe um livro consigo.” Não acho que as pessoas liguem tanto assim para a imagem que passam. Talvez elas simplesmente não levem a sério essa famosa citação de Lemony Snicket. Deve ser por isso … Leia mais

Um bigode vence 50 tons de cinza, Nook está morto e outros links

Paulão, o bigodudo dos Haikais brasileiros e autor de um belo catatau, derrubou o pseudo-invencível Cinquenta Tons de Cinza do primeiro lugar de mais vendidos com seu Toda Poesia – Paulo Leminski; Começou hoje no CCBB-SP (vulgo Centro Cultural Banco … Leia mais