O Rinoceronte – #livrospelaliberdade

em 11 de outubro de 2018

Informações

  • Autor: Eugène Ionesco
  • Tradutor:
  • Editora: Nova Fronteira
  • Páginas: 128
  • Ano de Lançamento: 2015
  • Preço Sugerido: R$ 29,00

BÉRENGER: Afinal, pensando bem, a cabeçada de Botard não me admira. A segurança dele era apenas aparente. Isso não impede, é claro, dele ser ou ter sido, um bom sujeito. Os bons sujeitos dão bons rinocerontes. E é porque eles são de boa-fé que, infelizmente, podem ser enganados! (…)
BÉRENGER: Mas era um bom sujeito com ressentimentos
DUDARD: (…) Oh, perdão, já devíamos ter pensado nisso antes.
BÉRENGER: (continuando) …deformado pelo ódio contra os seus chefes, por um complexo de inferioridade
DUDARD (a Bérenger): O seu raciocínio está errado, visto que ele seguiu justamente o chege, o próprio instrumento da exploração, como ele dizia. Parece-me, pelo contrário, que os seus impulsos anarquistas foram vencidos pelo espírito associativo.
BÉRENGER: Os rinocerontes são anarquistas, visto serem a minoria.
DUDARD: Até agora, ainda não.
DAISY: É já uma grande minoria, que está aumentando. O meu primo e a mulher viraram rinocerontes. Isto sem contar as personalidades (…)
(…)
DUDARD: Vocês vão ver que isso vai se alastrar pelos outros países.
BÉRENGER: E dizer que o mal partiu daqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.