Um tigre para Malgudi (R.K. Narayan)

Gosto muito das engenhosas estratégias e artifícios de que os escritores, ao longo de séculos de literatura, têm se utilizado para contar histórias. Desde os mais tradicionais até os mais experimentais, dos clássicos aos quase caóticos, não têm faltado ótimos … Leia mais

Noturno indiano (Antonio Tabucchi)

Para que algo seja chamado de precioso, deve ser valioso – seja por sua beleza seja por sua raridade (a definição é do Houaiss). Ultimamente, tenho usado o adjetivo frequentemente para qualificar alguns dos livros fininhos que leio, que se … Leia mais

Mainstream (Frédéric Martel)

“Por que o modelo americano de entretenimento de massa domina o mundo? Esse modelo é essencialmente americano? Poderia ser reproduzido em outros países? Quais são os contramodelos emergentes?” Essas perguntas, apresentadas por Frédéric Martel logo na abertura de Mainstream, poderiam ser … Leia mais

Os Filhos da Meia Noite (Salman Rushdie)

O artigo a seguir trata-se de um capítulo da monografia da colaboradora Josephyne Picanço de Carvalho, O Nacionalismo Literário em Os Filhos da Meia Noite de Salman Rushdie, que apresenta os aspectos nacionalistas presentes na obra em questão, lidando com … Leia mais

O livro da selva (Rudyard Kipling)

Rudyard Kipling é um célebre escritor britânico, conhecido por suas poesias, romances e contos. Nascido em 1865, em Bombaim, Índia, então sob o domínio imperialista inglês, o autor cresceu aprendendo os costumes ingleses e indianos, já que vivia em um … Leia mais