Rehab

Grande parte das minhas escolhas de leitura foram despertadas pelo título do livro, tanto pela associação livre de ideias ou lembranças – alguém me recomendou ou citou – quanto pela catching phrase, como O paraíso é bem bacana. Contudo, nos … Leia mais

Um guia pela selva de livros e sangue do universo de Bolaño

Se há algo de indiscutível acerca de Roberto Bolaño, é o fato de que ele se tornou um fenômeno. Dá para fazer o incômodo teste de perguntar para a intelligentsia literária se eles já leram o escritor chileno. A maioria … Leia mais

2666 (Roberto Bolaño)

O ano de 2010 foi o ano de Roberto Bolaño no Brasil. Apesar de ter alguns livros já lançados em território tupiniquim, dentre eles Estrela Distante, Noturno do Chile, Os Detetives Selvagens, Putas Assassinas, Amuleto, foi em 2010 que chegou … Leia mais

2666, Roberto Bolaño (Primeira Parte)

“O livro do ano”. Assim chamaram 2666 em outros países, quando do lançamento das respectivas traduções, e assim a Companhia das Letras resolveu divulgá-lo por aqui. Como se não bastasse, o livro teve destaque suficiente em prateleiras e vitrines das … Leia mais

Noturno do Chile (Roberto Bolaño)

Não é apenas de entrelinhas que vive Bolaño, em Noturno do Chile o escritor emprega uma narrativa de fluxo de pensamento em forma de monólogo denso depositado no silêncio de Sebastian Urrutia Lacroix, padre e crítico literário, às vésperas de … Leia mais