Harry Potter nos cinemas – Parte 3

em 19 de novembro de 2010

Chegamos à última parte do artigo sobre os Filmes de Harry Potter nos Cinemas. Agora, falando dos quatro últimos filmes (e três últimos livros), “Harry Potter e a Ordem da Fênix”, “Harry Potter e Enigma do Príncipe” e o tão esperado “Harry Potter e as Relíquias da Morte”, que estreia oficialmente hoje nos cinemas.

Todos esses filmes têm o mesmo diretor: David Yates, que pegou a grande responsabilidade de arquitetar o fim da saga. Antes de Harry Potter, ele dirigiu por muito tempo séries de TV britânicas e alguns filmes como Oranges e Lemons, Rank e o Indicado ao Emmy Awards – “The Girl in the Café” (2005). Fora da Inglaterra, não era tão conhecido.

No quinto filme, Yates estreou junto com um novo roteirista da saga, Michael Goldenberg, que só trabalhou neste filme, pois no Enigma do Príncipe a equipe voltou a contar com Steve Kloves. E vale lembrar que em todos os filmes, a autora, J.K Rowling colaborou no roteiro.

Na minha opinião, se Chris Columbus começou a saga seguindo à risca o livro e ousando muito pouco, e depois, com a direção de Cuarón, passamos a ver alguns ajustes mais ousados, é certamente David Yates o diretor que faz mudanças mais drásticas entre as adaptações cinematográficas e a literatura. Tenho a impressão que Yates assume que a narrativa de um livro é diferente da experiência que o cinema pode trazer e, por isso mesmo, muda, corta cenas, e acrescenta outras. A Ordem da Fênix é só o começo disso, pois no Enigma do Príncipe vemos ainda mais diferenças e acho que devemos esperar isso também em As Relíquias da Morte.

E é claro que isso nem agrada os fãs que leram todos os livros. Lembro que a Ordem da Fênix foi bastante criticada por excluir muitas cenas, mas o fato é que Yates continuou na direção, aprovado por J.K Rowling e é o diretor que mais tempo permaneceu no cargo ao longo da saga. Sobre as cenas cortadas, o diretor disse que: “O livro é imenso, mas é na verdade facilmente destilado! Sendo assim, eu já filmei um filme de provavelmente mais de três horas, então terei que cortar 45 minutos na edição.”

Em outra entrevista, Yates declarou que “E eu posso ver a quinta história envolvida até a sexta história de uma maneira realmente interessante. Então eu estou nessa jornada com esse material e esse universo, e eu estou preparado para completá-lo.” De fato, Yates na direção desde o quinto filme, deu a oportunidade de termos um mesmo tipo de linguagem até o fim da saga. Acredito que seja um ganho para o filme.

No mais, Enigma do Príncipe, que foi gravado entre setembro de 2007 e Maio de 2008 e foi gravado na Inglaterra, Noruega, Escócia e Irlanda consegue manter a linguagem do filme anterior, em um roteiro um tanto quanto mais complexo e personagens muito mais maduros. Acho que Relíquias da Morte tem tudo para ser um filme incrível e podemos esperar muito dele. Fica agora a expectativa para ver o penúltimo filme de Herry Potter nos cinemas.

DISCUTA ESSE ARTIGO NO FÓRUM MEIA PALAVRA

Um comentário para “Harry Potter nos cinemas – Parte 3

  1. Pingback: Links e notícias da semana #47

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.