Novos escritores e suas narrativas breves

Ano passado, ao ler o artigo “E então, quando vem o romance?”, de Marcelo Moutinho, praticamente abortei, pela metade, um texto que escrevia – aliás, o texto a seguir. Falar também sobre narrativas breves1 pareceu-me desnecessário, de tanto que gostei … Leia mais

Gatos Empoleirados – Quem cita o citador?

No metrô de São Paulo existe uma televisão “interna”, chamada TV Minuto, que passa programetes de 15 ou 30 segundos sobre assuntos gerais como: lugares para visitar na cidade, monumentos, eventos culturais e notícias. Contudo, outro dia passou algo bem … Leia mais

Crítica genética: Areia nos Dentes (Antônio Xerxenesky)

Pouco tempo depois de minha leitura e resenha de Areia nos dentes, o autor veio a Curitiba. Infelizmente – apesar do meu assédio via twitter – não foi para lançar o livro na Itiban (com cartaz de divulgação gritando FAROESTE … Leia mais

Areia nos dentes, Antônio Xerxenesky

Não sei quanto a vocês, mas costumo fazer alguns jogos mentais internos (se alguém souber o termo exato para isso, me informe). Do tipo de “se eu atravessar a faixa de pedestres antes do semáforo ficar vermelho para mim, eu … Leia mais

O novo xodó da literatura é Antônio Xerxenesky em entrevista exclusiva

Antônio Xerxenesky é um porto-alegrense nascido no fim de 1984. Publicou o livro de contos Entre (Fumproate/Ed. Movimento) e outras narrativas curtas em antologias e revistas. Seu conto O desvio (publicado em Ficção de Polpa, vol. 1) foi adaptado para … Leia mais