Uma colcha de retalhos

Não é que eu odeie efemérides. Apenas as considero totalmente desnecessárias de um modo geral. Pensando bem, na verdade, elas são uma manobra para lá de pobre para conseguir uma certa audiência para um veículo de comunicação. Usar a data … Leia mais

Escolha a sua catástrofe

O primeiro livro de Isaac Asimov que conheci não fazia parte da Trilogia da Fundação nem das coletâneas de contos sobre os robôs e seu altruísmo positrônico. Antes de tudo veio uma obra de não ficção chamada Escolha a catástrofe, … Leia mais

Os novos nomes da Granta Britânica

A rádio BBC acabou de anunciar os novos jovens (pleonasmo non intended) escritores da quarta seleção da Granta Britânica, que é publicada a cada dez anos. A primeira foi em 1983 e, nestes 30 anos de existência, já lançou ao mundo … Leia mais

Retrospectiva 2011

Chegamos ao final de 2011 e é evidente o crescimento de conteúdo neste ano. Mais artigos, mais entrevistas, mais promoções, artigos literários e não-literários, especiais e muito mais colaborações. O crescimento também veio acompanhado do aumento de nossos leitores, sendo … Leia mais

Se eu já vi o filme, por que eu deveria ler o livro? – Não me abandone jamais, de Kazuo Ishiguro

Kathy C. é uma personagem complexa demais para se apresentar em apenas duas horas de filme. Ao menos é isso que vem à mente durante a leitura do romance de Kazuo Ishiguro: se cada minuto da versão cinematográfica fosse dedicado … Leia mais

Não me abandone jamais (Kazuo Ishiguro)

Qualquer pessoa que já tenha se empenhado no esforço de escrever uma resenha literaria saberá que é possível escrever dois tipos de textos. Um dirigido àqueles que ainda não tiveram a oportunidade de ler a obra, na qual se revela … Leia mais

Não me abandone jamais (Kazuo Ishiguro)

Kazuo Ishiguro é um autor nipo-britânico que tem em seu currículo livros como O Inconsolável sobre um pianista que aparenta ter perdido parte da memória e considera o local onde realizará um concerto um tanto quanto surreal; e Quando éramos … Leia mais