História universal da infâmia (Jorge Luis Borges)

Acho fantástico como Jorge Luis Borges consegue construir todo um mistério somente insinuando coisas e dando espaço para que o leitor construa o resto. Ele sugere – com um timing magnífico, que sabe quando avançar e quando parar -, deixa … Leia mais

Histórias e Estórias – Astúrias e o “realismo mágico-histórico”

O escritor guatemalteco Miguel Angel Astúrias, ganhador do Prêmio Nobel de Literatura de 1967, traduziu do quéchua muitas das lendas que faziam parte dos mitos de criação da civilização maia, reunidos no livro Leyendas de Guatemala, infelizmente sem tradução. A … Leia mais

O papa verde (Miguel Ángel Astúrias)

A trilogia bananera do autor guatemalteco Miguel Angel Astúrias, iniciada com Vento forte, continua com O papa verde, livro de 1954. A figura que dá título ao livro já era conhecida do primeiro livro: o presidente da companhia Tropical Bananeira … Leia mais

Concerto barroco (Alejo Carpentier)

A literatura latino-americana continua sendo uma das minhas prediletas e Concerto barroco é uma daquelas obras que fazem a frase acima ser cada vez mais verdadeira. Alejo Carpentier, dentro da multiplicidade de linguagens artísticas com as quais flerta, nos brinda … Leia mais

O Tambor (Günter Grass)

O Tambor é, provavelmente, a obra mais famosa e poderosa do escritor, gravurista e poeta alemão Günter Grass. Tanto que foi até transformado em filme por Völker Schlondörff em 1978, tendo dividido a Palma de Ouro de Cannes com Apocalypse … Leia mais

Murilo Rubião e o Realismo Fantástico

O realismo mágico (também chamado de fantástico ou maravilhoso) é um movimento literário contemporâneo cunhado e difundido no meio do século XX. Nasceu na América Latina, mas foi influenciado por movimentos e escritores do mundo inteiro, tais como Kafka e … Leia mais