Retroscópio – Santiago

em 26 de dezembro de 2010

Quantas palavras você precisa para contar sobre, por exemplo, a crise imobiliária que ocorreu nos Estados Unidos em 2009? Ou quanto tempo você acha que leva para debater sobre o pré-sal, Copa do Mundo, ou repressão da ditadura? Para Santiago, apenas um quadrinho.

Famoso pelos seus gag cartoons, o chargista teve publicações em diferentes jornais do país, como Jornal do Comercio, ABC Domingo e Folha da Tarde, onde retrata, desde o final dos anos 60, os principais fatos históricos do país e do mundo, sempre usando um tom humorístico e crítica em seus desenhos, como uma boa charge pretende ser.

No livro “Retroscópio”, temos a oportunidade de ver algumas dessas charges, escolhidas por critério de relevância histórica. São 171 desenhos, que apanham um período de 1969 até 2009. Nesses 40 anos, muita coisa aconteceu e em vários momentos a charge foi uma das poucas formas de expressão no Brasil, que passou pelos escuros anos da ditadura. E não só aqui, como em outros países, Santiago conseguiu transmitir para o nanquim e papel, um pouco de crítica a esses regimes totalitários.

Gaúcho, Santiago também não perdeu a oportunidade de gozar de figuras de sua região e mostrar a cultura do sul, inclusive criou um personagem que é o típico gaúcho louco por chimarrão, que aparece em diversos momentos em seus gag cartoons.

Acima, vemos a charge que abre “Retroscópio”, de 1969, que  nunca foi publicada em jornal, mas marca a chegada do homem na Lua. Ao fundo, vemos o homem pisando na esfera lunar, mais a frente, já com os dois pés em uma das cratera, um empolgadíssimo radialista do Rio Grande do Sul, narrando loucamente o momento.

Além do regionalismo e críticas ao regime ditatorial, o livro também reúne momentos importantes para a arte mundial, como a morte dos cineastas Hitchcock e Charles Chaplin, sem deixar de lado ou menos ofuscados, fatos mais recentes, desde o bug do milênio, crise da vaca louca, atentado terrorista ao World Trade Center, até reeleição do presidente Lula e eleição do primeiro presidente negro dos Estados Unidos – Barack Obama.

Saiba mais sobre essa e outras obras no site da L&PM Editores

COMENTE ESTE ARTIGO NO FÓRUM MEIA PALAVRA

Um comentário para “Retroscópio – Santiago

  1. Adorei o livro, dá para devorar em pouco tempo e ficar saciado de fino humor, com diria o gaucho Barbaridade Tchê!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.