Se eu já vi o filme, por que eu deveria ler o livro? – On the Road – O Manuscrito Original, de Jack Kerouac

Há livros que não se lê pela história que contam – ao menos, não apenas pela história que contam –, mas pela própria experiência de lê-los. Muitas vezes, essa afirmação define a diferença entre um clássico e um livro “bom-e-só”. … Leia mais

As aventuras de Huckleberry Finn (Mark Twain)

Publicado na Inglaterra em 1884 (e nos Estados Unidos em 1885), As aventuras de Huckleberry Finn, do escritor norte-americano Mark Twain, é um daqueles livros que, pelo seu brilhantismo e seu caráter emblemático e perspicaz em retratar ficcionalmente a realidade, … Leia mais

As aventuras de Tom Sawyer (Mark Twain)

Mark Twain é o escritor da jovem América. Um dos pioneiros no sentido de se libertar das convenções estilísticas da literatura inglesa e um dos primeiros a tomar como personagens em seus livros os habitantes comuns dos Estados Unidos, principalmente … Leia mais

A mulher de trinta anos (Honoré de Balzac)

Sendo parte da famosa Comédia humana, obra composta de 89 volumes de romances, contos e novelas, A mulher de trinta anos (1942) é dos romances mais conhecidos não só dessa grande obra, mas de toda a produção de Honoré de … Leia mais

O príncipe e o mendigo (Mark Twain)

As fábulas estão repletas de histórias de princesas que ignoram sua linhagem real ou que, por um golpe do destino, foram colocadas em posições nobres, vide A gata borralheira, Cinderela ou A bela adormecida. Quando comecei a ler O príncipe … Leia mais

Profissões para mulheres e outros artigos feministas (Virginia Woolf)

Virginia Woolf é frequentemente tida como referência quando as pessoas falam de “escritoras mulheres”. Para muitas pessoas, aliás, seu gênero parece ser a parte mais fundamental de sua escrita: não é tanto a qualidade de Mrs. Dalloway, de To the … Leia mais

Da felicidade – seguido de Da vida retirada (Sêneca)

O título é de livro de autoajuda? É. Tem cara de autoajuda? Tem. Pode ser lido como autoajuda? Pode. É apenas autoajuda então? Agora você fez a pergunta certa: uma resposta cordata diria que “depende do leitor”. Da felicidade – … Leia mais

A fugitiva (Anaïs Nin)

Anaïs Nin é conhecida por sua literatura erótica. A escritora francesa se consagrou no mundo das Letras por trazer à baila um tema tão polêmico quanto popular, e se consolidou no cânone universal ao dar à sensualidade e ao erotismo … Leia mais

História secreta de Costaguana (Juan Gabriel Vásquez)

‘Os artistas ruins imitam, os bons roubam.’ Eu poderia atribuir essa citação a pelo menos duas pessoas (sem incorrer nas costumeiras atribuições erradas da internet, como as que transformam Kierkegaard em autoajuda): Pablo Picasso (creio que explicações são desnecessárias) e … Leia mais

A obra-prima ignorada (Honoré de Balzac)

Conhecido até hoje por ser um dos principais autores realistas franceses, Honoré de Balzac (1799-1850) publicou romances muito lidos atualmente, dentre eles A mulher de trinta anos, Eugènie Grandet, As ilusões perdidas e O pai Goriot, referências de sempre para … Leia mais

Mas não se matam cavalos? (Horace McCoy)

A Grande Depressão norte-americana foi tema para uma porção de escritores, não só porque foi, de fato, um evento avassalador na história daquele país – e, em alguma medida, de todo o mundo – mas também por ter ocorrido logo … Leia mais

Matadouro 5 (Kurt Vonnegut)

Em determinado ponto da narrativa de Matadouro 5, clássico de Kurt Vonnegut lançado em 1969 e relançado no Brasil em 2005 pela L&PM Pocket, me peguei pensando na cena de abertura de Apocalipse Now. Sobreposições tomam conta da tela, helicópteros … Leia mais