Por falar na copa

Na última copa do mundo 1 foi a mesma coisa de todas as outras que eu lembro. Detalhe: esta crônica foi mesmo escrita na última copa do mundo. Sei lá o que deu – acho que o povo não se interessou … Leia mais

#leiamulheres2014

Para o bem e para o mal, a internet sempre nos surpreende. Uma hora você descobre que Philip Seymour Hoffman morreu. Na seguinte, fica sabendo de um desafio internacional cuja proposta é que leiamos mais mulheres: #readwomen2014 – vi a … Leia mais

Novos escritores e suas narrativas breves

Ano passado, ao ler o artigo “E então, quando vem o romance?”, de Marcelo Moutinho, praticamente abortei, pela metade, um texto que escrevia – aliás, o texto a seguir. Falar também sobre narrativas breves1 pareceu-me desnecessário, de tanto que gostei … Leia mais

If you like it then you should put a rainbow on it

Há pelo menos uns três anos que vou a lançamentos e conversas com escritores e quadrinistas e tradutores, eventos que costumam terminar com uma longa (ou nem tanto) fila para autógrafos. Autógrafo de escritor costuma ser legal pelo tempo de … Leia mais

Resultado do sorteio dos(as) três “Noites de Alface”!

SORTEIO FEITO! Finalmente o sorteio dos três exemplares lindos de Noites de alface foi realizado. Só para o caso de alguém ter comentado sem prestar atenção na nota de rodapé 3 do post original (ou seja, esqueceu de usar um e-mail … Leia mais

Extra! Sorteio exclusivo de alface fresquinha!

Na semana passada, o Posfácio entrou em clima de feira livre, com o especial Semana do Alface. Você foi alertado de que o consumo de chá de alface pode causar melancolia e solidão, escolheu a fórmula perfeita para temperar a … Leia mais

5 formas criativas de fazer um bom romance durar mais

Uma verdade incontestável: tudo que é bom dura pouco. Sim, eu sei que Longe da árvore – aquele calhamaço maravilhoso de 1056 páginas, escrito por Andrew Solomon – vai demorar horrores para ser lido, mas o fato é que toda … Leia mais

Como você tempera a sua alface?

Gosto dessas resenhas longas-mas-cheias-de-subdivisões porque você pode ler um pouco e deixar para ler o resto depois (e se lembrar de onde parou), ou escolher só ler uma parte ou ler na ordem de tamanho dos parágrafos ou preferir ler … Leia mais

O consumo de chá de alface pode causar melancolia e solidão

O primeiro parágrafo já tinha me pegado de jeito logo na primeira leitura, lá quando Noites de alface era só um capítulo solto dentro da Granta dos 20 melhores jovens escritores brasileiros. Não sou de colecionar “inícios marcantes” de romances, … Leia mais

Gratidão

Durante a última edição da Semana Literária do SESC-PR, Marcelino Freire ministrou uma oficina relâmpago de narrativas breves. O Gui, de que falo tanto, 1 já tinha participado de um oficina dele, de microcontos, na época em que nos conhecemos … Leia mais

O chorão de palestra

Como nunca é demais citar Vanessa Barbara, abro esta coluna com um parágrafo escrito por ela:

Mais Amores Inexpressivos

Sai nesta terça-feira o novo título da coleção “Amores Inexpressivos”, que bancou jovens ficcionistas em temporadas de pesquisa por diversas cidades do mundo. Agora é a vez de Encontrei meu grande avô em Seropédica, do escritor mineiro Nuno Mascarenhas, vencedor … Leia mais