A marcha dos ofendidos, Dia Nacional da Poesia, julgue pela capa e outros links

em 14 de março de 2013

E o tempo que levou uma rosa indecisa
a tirar sua cor dessas chamas extintas
era o tempo mais justo. Era tempo de terra.
Onde não há jardim, as flores nascem de um
secreto investimento em formas improváveis. (Campo de Flores, Carlos Drummond de Andrade)

 

  • Laerte Coutinho também recita Drummond:

 

Auf Wiedersehen!

4 comentários para “A marcha dos ofendidos, Dia Nacional da Poesia, julgue pela capa e outros links

  1. Do pouco que vejo, acho as capas lá de fora muito feias, em geral(às vezes usam até uma imagens bacanas mas sem a edição gráfica certa… exemplo é que algumas vezes pegam as mesmas imagens usadas nas capas gringas e fazem melhor, como no caso daquele livro da Henrietta Lacks – esqueci o nome)… Acho as daqui, em sua maioria, muito bonitas – uma das razões pra gostar desse país, hehehe

    • Oi Gabriel,

      A minha birra com as capas estrangeiras é justamente a falta de cuidado. A Trilogia Millenium tem umas das mais feias que eu já. Contudo, devemos levar em conta que eles gastam menos na gráfica, menos no papel e o livro sai mais barato.

      Um abraço!

  2. Por algum motivo não identificado, eu perdi o “anúncio” dos links, ontem. Até pensei que eles não tivessem dado o ar da graça por aqui.

    Quando vi o primeiro link, Cinema e música ao vivo, quase senti vontade de morar no Rio, mas, dois segundos depois, recebi um recado do bom senso: “calor infernal. CALOR INFERNAL”.

    • Cleo, os links saem perto das 18:00. Ontem estive numa correria e não deu para divulgar de maneira decente.

      Gosto bastante desses eventos de cinema + música ao vivo, uma pena que não tenho paciência para ir para o Rio passar calor.

      beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.