Mostra de SP: Dia 9

em 27 de outubro de 2013

O dia da corrida pela Augusta chegou! O recorde da vez é dez minutos do Frei Caneca ao Livraria Cultura. Já fui melhor nesse esporte, é a idade chegando, talvez seja melhor largar o cigarro e começar um plano de treinamento.

Shh… Meninas Não Gritam – Shirin assassinou um homem no dia de seu casamento. Durante as investigações ela revela que foi abusada sexualmente na infância e a relação que isso teve com o crime que cometeu. O filme então se torna uma espécie de panfleto contra o silêncio imposto às meninas iranianas e à relutância das famílias em punir os agressores por medo de ser “desonrada”.

A temática é interessante, a impressão que fica é que, por já ter uma história impactante, o diretor simplesmente não se deu ao trabalho. O roteiro tem diversos buracos a ponto de incluir um irmão do abusador apenas para tirá-lo de cena cinco minutos depois, sem qualquer consequência real para a história exceto tentar criar uma tensão que não funciona. Há problemas também na direção e na montagem, diversos planos são feios e estranhos e o ritmo do filme é irregular, ora arrastado, ora confuso.

É um filme ruim com uma boa premissa e que só se salva razoavelmente pela boa atuação da protagonista.

Wajma – Ironicamente tem um pouco a mesma temática do anterior, mas aqui ela é extremamente bem executada. Wajma perde sua virgindade com Moustafa, que jura amá-la e diz que vai pedi-la em casamento, mas acaba grávida e rejeitada porque “não sangrou na primeira vez”. Ela é uma desonra para si mesma e sua família e precisa abortar ou ser escondida até dar à luz.

O filme é angustiante e claustrofóbico, a indignação causada é proporcional ao sentimento de impotência e desespero. Wajma ganhou prêmio de melhor roteiro em Sundance e de fato entrega uma narrativa muito bem amarrada, contida e eficiente em seu minimalismo.

Wajma é um filme forte e sofrido sem ser sentimental e trata de um tema impactante sem cair nos clichês esperados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.