Cúmplices

“A vida em si é uma citação.” – Jorge Luis Borges Uma das coisas mais legais após a Flip são as turnês dos autores para quem não conseguiu estar em Paraty. Numa dessas oportunidades encontrei Enrique Vila-Matas sem saber que … Leia mais

Ela pode escrever QUALQUER coisa

(Põe Tori Amos para tocar – “Pretty Good Year” – e começa a escrever.) Julho já passou e a gente não se esqueceu: 2014 é O ano para ler mulheres. À hashtag #readwomen2014 uniu-se outra, mais recente (#kdmulheres), cujo fim … Leia mais

Medi uma Flip em abraços

Na crônica “O legado de Kudno Mojesic” – presente no recém-lançado O louco de palestra, de Vanessa Barbara –, a escritora se dá o direito de medir um corso1 de forma inusitada. Coletivo de “carro (em desfile)” que acabo de … Leia mais

F, por X

Títulos não convencionais costumam me chamar a atenção quando vou a uma biblioteca, um sebo ou uma livraria, tanto que é razoavelmente comum que resolva ler um livro “somente” por causa do título. Não que isso seja uma grande coisa, … Leia mais

F de ficção, de fixação, de formação

Desde os tempos de escola, diz-se que ficção é, acima de tudo, uma narrativa de algo não verdadeiro. Geralmente quando lemos, portanto, uma obra ficcional, há a consciência de que estamos diante de algo que não aconteceu de fato, a … Leia mais

Um thriller para chamar de meu

Dispensando intermediárias (ou “Uma introdução”) Gosto pessoal é difícil de expressar, né? Se me perguntam do que gosto num filme, nunca sei se devo falar na lata ou se devo fazer um preâmbulo a fim de me explicar para a … Leia mais

O fundo do céu

Aficionados por gêneros conseguem farejar de longe as referências dentro de uma obra. Os fãs de quadrinhos se deliciam com os easter eggs deixados pela Marvel em seus filmes. Os geeks saltam quando ouvem o nome de Stephen Strange ou … Leia mais

Música para ouvir música para ouvir música para ler

Tem quem leia. Tem quem leia andando. Tem quem leia andando e ouvindo música ao mesmo tempo. Não recomendo esta última situação: o risco de ser atropelado é imenso. Só faça isso em calçadas longas, sem rua alguma que as … Leia mais

Novos escritores e suas narrativas breves

Ano passado, ao ler o artigo “E então, quando vem o romance?”, de Marcelo Moutinho, praticamente abortei, pela metade, um texto que escrevia – aliás, o texto a seguir. Falar também sobre narrativas breves1 pareceu-me desnecessário, de tanto que gostei … Leia mais

Lemony Snicket no Brasil – Não tirem as crianças da sala durante a investigação

Ontem, falei um pouco de Daniel Handler e da decepção (ainda que não total) causada por seu Por isso a gente acabou, lançado ano passado. Mas é bom ressaltar que nem só de Daniel Handler foi feito 2012. A editora … Leia mais

Rehab

Grande parte das minhas escolhas de leitura foram despertadas pelo título do livro, tanto pela associação livre de ideias ou lembranças – alguém me recomendou ou citou – quanto pela catching phrase, como O paraíso é bem bacana. Contudo, nos … Leia mais

TOC do Tuca: Tuca’s Infinite Playlist

(A partir de hoje, cada dia 3 do mês será dia de “TOC do Tuca”, minha coluna aqui pro Meia Palavra. Como gosto especialmente do número 3, este primeiro texto terá 3 partes.) O Tuca (ou “Da arte de comparar … Leia mais