Para ler e ver – As vinhas da ira e as fotografias da Dorothea Lange

A Grande Depressão foi um dos mais negros períodos da História norte-americana. O boom econômico que os Estados Unidos experimentaram durante a década de 20 – resultado, em grande medida, da reconstrução européia no pós-Primeira Guerra Mundial – não podia … Leia mais

Mas não se matam cavalos? (Horace McCoy)

A Grande Depressão norte-americana foi tema para uma porção de escritores, não só porque foi, de fato, um evento avassalador na história daquele país – e, em alguma medida, de todo o mundo – mas também por ter ocorrido logo … Leia mais

A estrada do tabaco (Erskine Caldwell)

Já fazia algum tempo que eu queria ler A estrada do tabaco (1932), do escritor estadunidense Erskine Caldwell. Não poucas vezes eu tinha visto, ou lido, a respeito dessa obra como emblemática a respeito do rescaldo da crise de 29 … Leia mais

Enquanto agonizo (William Faulkner)

Um dos nomes mais conhecidos (senão o mais conhecido) da literatura norte-americana é sem dúvida William Faulkner. Ele é famoso, entre outras razões, por valer-se das inovações da literatura joyceana e das técnicas de “fluxo de consciência”, introduzindo-as, a seu … Leia mais

Ratos e homens (John Steinbeck)

Ratos e homens é um dos mais famosos livros de John Steinbeck. Ele foi publicado em 1937, logo depois de Luta incerta, o polêmico romance que chacoalhou a crítica e a “opinião pública” norte-americana por colocar tão abertamente e de … Leia mais

As vinhas da ira (John Steinbeck)

24 de outubro de 1929. Até o final desse dia, essa data passaria a ser conhecida como a quinta-feira negra. Esse foi o fatídico dia em que a Bolsa de Valores de Nova York quebrou, o famoso crack que marcou … Leia mais