Diário da Flip – Dia 2: Respeita as mina

Depois de muita dúvida a respeito da cobertura do dia 2 da Flip (afinal, aquilo era glacê ou pasta americana?), decidi começar pela parte séria do evento: o L de literatura. Poesia pela manhã Resolvi assistir ao papo de Lázaro … Leia mais

Flip sem pão de mel, sou eu assim sem você

Tudo começou em 2012. Este blog tinha outro nome, a equipe era diferente, a Flip era a de estreia para quase todos os envolvidos, mas o pão de mel tinha o mesmo gostinho. (Como descrever? Gostinho de livro bom? Talvez.)

A Flip da falta

“Por que você ainda vem à Flip?”, o Grilo Falante perguntava, insistente, enquanto desembarcava na rodoviária de Paray. Ok, eu estava muito cansado – não bastava a viagem de madrugada, era necessário um acidente entre o ônibus e um caminhão? … Leia mais

Flip is for Fitzgerald

Tem uma hora que a gente precisa se sentar e conversar: essa é a hora. A frase anterior – e algumas das seguintes – foram escritas ainda em Paraty, quando pensei que teria paciência de ficar escrevendo na Casa Posfácio, … Leia mais

Breve Queerlist da Literatura Brasileira Contemporânea

Como não sei o quão familiarizado você está com loucos de palestra, uso um trecho do livro de Vanessa Barbara à guisa de preâmbulo.

Medi uma Flip em abraços

Na crônica “O legado de Kudno Mojesic” – presente no recém-lançado O louco de palestra, de Vanessa Barbara –, a escritora se dá o direito de medir um corso1 de forma inusitada. Coletivo de “carro (em desfile)” que acabo de … Leia mais

Antes de voltar, amortecer

Faz quinze dias que eu voltei para casa. Quinze dias que durmo na minha própria cama, alimento meus gatos, lavo minha louça e tenho que me preocupar com coisas tipo dar um jeito na vida, arranjar mais um emprego, tentar … Leia mais

F for Flip

F… …de Flashes. Passou-se um ano. Aliás, mais do que um ano; a Copa do Mundo atrasou totalmente a agenda literária brasileira. Pois bem: passou-se um ano e aquela coluna imensa, dividida em três ou quatro partes, que eu prometi … Leia mais

Você gosta de poesia?

Aparentemente, a pergunta é das mais temidas em festas literárias como a Flip. Você está à procura de um lugar para almoçar rapidinho antes de um evento, quando um cidadão brota das pedras irregulares do calçamento e tasca a bendita … Leia mais

A Flip fora da Flip

A Flip é muito mais que a Flip. Além das dezenas de mesas oficiais, encontros com autores e filas de autógrafo, a Festa de Paraty abraça toda a (pequenina) cidade e em cada viela, em cada casebre, ao longo de … Leia mais

Que isto lhe sirva de lição

A expressão do título é muito boa para ser enunciada após uma boa bronca. Minha avó e minha mãe adoravam usá-la após um sermão gigantesco sobre consequências dos meus atos. Claro que essa simples sentença vale para outras besteiras realizadas … Leia mais

Gatos Empoleirados – O dia em que conheci o chefão

Além do meu trabalho como editor do Meia Palavra, executo também a função de produtor artístico em uma produtora da Zona Oeste de São Paulo. Antes da produtora, trabalhei na MTV e gravei diversos curtas-metragens. Não quero transformar esta coluna … Leia mais