2666 e outros títulos misteriosos, Thomas Pynchon em público e outros links

Parles français? MEC lança site para ensinar francês gratuitamente; Pantera Negra, Punho de Ferro, Doutor Estranho? Não precisa correr para conhecer esses nomes, porque a Marvel pretende fazer filmes com todos eles; China In Box: Pinacoteca de São Paulo recebe … Leia mais

As agruras do verdadeiro tira (Roberto Bolaño)

A obra de Roberto Bolaño é empolgante e sufocante. A cada nova leitura (ou releitura) há uma descoberta familiar. É como se lêssemos o mesmo livro inacabado diversas vezes e ele se transformasse diante de nossos olhos, contendo uma familiaridade … Leia mais

Uma outra perspectiva

Se fosse descrever a subjetividade, uma pessoa poderia evocar a imagem das conhecidas caixinhas mentais — as simplórias caixinhas a partir das quais tem início o processo de filtragem e catalogação da quantidade absurda de informações recebidas diariamente. Não é como se … Leia mais

Livros de Roberto Bolaño

Roberto Bolaño nasceu em Santiago no dia 28 de abril de 1953 e faleceu em 15 de julho de 2003.  Entre suas principais obras estão Putas Assassinas, Amuleto, A Pista de Gelo, Os detetives selvagens e o póstumo 2666 – … Leia mais

Gatos Empoleirados – Tamanho é documento?

No mês passado, Woody Allen deu uma entrevista ao The Guardian sobre seu top 5 de livros favoritos. A notícia tomou conta do Twitter pelas bandas tupiniquins justamente pelo curioso número cinco da lista do diretor norte-americano: Memórias Póstumas de … Leia mais

Llamadas Telefónicas (Roberto Bolaño)

No universo onde o arquiteto é o escritor chileno Roberto Bolaño não há limites. Seus personagens, espaços, obsessões e manias estão presentes no, ainda inédito no Brasil, “Llamadas Telefónicas” que surge para costurar situações e personagens conhecidas para quem leu … Leia mais

Um guia pela selva de livros e sangue do universo de Bolaño

Se há algo de indiscutível acerca de Roberto Bolaño, é o fato de que ele se tornou um fenômeno. Dá para fazer o incômodo teste de perguntar para a intelligentsia literária se eles já leram o escritor chileno. A maioria … Leia mais

2666 (Roberto Bolaño)

O ano de 2010 foi o ano de Roberto Bolaño no Brasil. Apesar de ter alguns livros já lançados em território tupiniquim, dentre eles Estrela Distante, Noturno do Chile, Os Detetives Selvagens, Putas Assassinas, Amuleto, foi em 2010 que chegou … Leia mais

2666, Roberto Bolaño (Parte Final)

A seguir, damos continuidade ao artigo de Arthur Tertuliano sobre o romance 2666 de Roberto Bolaño. Se você perdeu a primeira parte, basta clicar aqui para conferir. A parte de Amalfitano. Amalfitano – que aparece brevemente na primeira parte e … Leia mais

2666, Roberto Bolaño (Primeira Parte)

“O livro do ano”. Assim chamaram 2666 em outros países, quando do lançamento das respectivas traduções, e assim a Companhia das Letras resolveu divulgá-lo por aqui. Como se não bastasse, o livro teve destaque suficiente em prateleiras e vitrines das … Leia mais