Um pequeno Finn de Joyce

Nos últimos tempos, no Brasil, felizmente acompanhamos uma retomada feroz de leituras da obra de James Joyce. Em parte, trata-se de um fenômeno social derivado do campo jurídico: a obra do autor irlandês entrou em domínio público em 2012, o … Leia mais

A arte francesa da guerra e da paz

Todos que leram 1984 devem se lembrar de um dos lemas do Partido: “guerra é paz”. George Orwell, diante da ascensão dos totalitarismos do século XX, seguia aquilo que vinha sendo dito desde o século XIX por muitos acerca da … Leia mais

Making-of de um fracasso

Segundo o Rotten Tomatoes, O futuro – filme dirigido, roteirizado e protagonizado por Miranda July – não é exatamente um fracasso: 71% dos críticos não jogaram tomates podres na sala do cinema. Mas quem liga para o site, quando o único … Leia mais

Me segura qu’eu vou te falar do Waly

É estranho alguém dizer que apenas leu Waly Salomão, não é? A impressão é que o poeta baiano parece ser poeta até mesmo fora dos livros. Pessoalmente, conheci Waly primeiro pelo nome, sempre citado como exemplo desse termo guarda-chuva que … Leia mais

Algumas notas sobre a felicidade

(Como já fiz algumas vezes, a coluna de hoje tem três partes que, ainda que tenham alguma relação entre si, podem ser lidas independentemente. A primeira é um resumo pessoal sobre as três últimas Copas, a segunda é um passeio … Leia mais

Vício Inerente

O meu interesse imediato por Vício inerente, além do flerte com a vulgaridade e humor de Pynchon, deu-se porque um dos meus diretores favoritos, Paul Thomas Anderson, levará aos cinemas a história de Doc Sportello. Com um elenco competente (inclua … Leia mais

Meu vestido é da sua conta?

É incomum que se questione a cobertura do tapete vermelho das grandes premiações. As mulheres que passam por ele sabem que serão escrutinizadas e que não há como ter certeza a respeito da reação dos críticos fashionistas (e, pior, das … Leia mais

Em busca da poesia da estabilidade

É engraçado imaginar o que vamos pensar quando ficarmos mais velhos, tanto para jovens quanto para idosos. Acredito que grandes mudanças não acontecem só entre os 20 e os 50 anos, mas também entre os 60 e os 80, por … Leia mais

Tudo acontece quando nada parece acontecer

Tenho uma predileção por livros em que, aparentemente, nada acontece. São só personagens andando para lá ou para cá, às vezes nem isso. Um livro pode se passar inteiramente em uma sala, em um sofá, em uma cama – como … Leia mais

Se você ama, abandona

Às vezes, a gente não se dá conta de que uma expressão que usamos costumeiramente não faz parte do dicionário urbano nem é um bordão popularizado pela novela: é, apenas, uma espécie de piada interna entre você e… bem, você … Leia mais

Mais poesia na sua vida – Formas inusitadas

Há poucos meses, perguntei: você gosta de poesia? Na coluna em questão, escrevi sobre como “2013 foi um ano atípico na poesia” e listei todas as obras do gênero que li no período: dez. Acho que nunca tinha lido tantos … Leia mais

Uma geração à procura de seus camaradas

Para nós, brasileiros, ocidentais, sul-americanos, o fim da década de 1980 foi um marco histórico pelo esvaziamento da Guerra Fria, devido essencialmente à desintegração progressiva da União Soviética, que levou ao aparente fim do socialismo no mundo. É claro que … Leia mais