Pão de mel como metáfora

Antes da metáfora, duas historinhas: 1. Eu me habituei a “esquecer” um ou dois pães de mel nas sacolas de pano que ganhava Flip afora. O que era para ser o lanchinho da tarde sumia da memória na correria entre … Leia mais

Sobre ela, sobre ele, sobre nós

Ah, o amor e a tecnologia. Eis um par que dá pano para manga. Ele, um tema atemporal – pois quem poderá conter-se, tendo um coração que ama e, no mesmo, coragem de tornar esse amor conhecido1? Ela, modificando como … Leia mais

Nada a mais nada a menos

Existe hierarquia nas palavras. Não são todas que nascem Lua, que nascem Vida pra causar impacto sozinhas. Essas aí são, por sinal, duas das mais metidas em todo dicionário. São como eu chamo palavras-luxo, porque definem o assunto e botam todas … Leia mais

O amor raivoso de Garcia Márquez

Bukowski nos ensina: o amor é um cão dos diabos. Amor errante, amor errado, amor perdido. São vários (ou todos?) os autores que já discorreram sobre o amor na Literatura, poucos com tanto brilho quanto Gabriel Garcia Márquez. Prosa bem … Leia mais

A (in)constante (i)regularidade do amor

Eu realmente tenho que dedicar mais tempo e leituras para a literatura brasileira. Não estou me referindo necessariamente aos clássicos de nossas letras, mas à literatura contemporânea. Do pouco que conheço gosto bastante de Bernardo Carvalho e Carol Bensimon, mas … Leia mais

Deem seus palpites: quem serão os vencedores do Oscar 2013?

Faltam poucos dias para a 85ª cerimônia do Oscar, aquele prêmio que todos adoramos odiar. Torcemos o nariz para este filme ou aquele ator, despejamos nosso desdém sobre quem “obviamente não deveria estar entre os indicados!”, atacamos a massificação e … Leia mais

Crítica: ‘Amour’ e as sutilezas da degradação

Dois octogenários e uma casa. A vida que logo se tornará morte e os últimos momentos de um casal unido já há inimagináveis anos. Amour é invadir a intimidade do casal Georges (Jean-Louis Trintignant) e Anne (Emmanuelle Riva), tal qual … Leia mais

Barba ensopada de sangue

Ao terminar a leitura de Barba ensopada de sangue me veio a cabeça os clássicos westerns de Sergio Leone. O diretor italiano montava quadros inesquecíveis, não apenas cenas ou sequências, quadros com detalhes ricos que vão de uma goteira a … Leia mais

Os enamoramentos (Javier Marías)

As relações amorosas são cercadas de toda a sorte de complicações, venturas e tragédias. O amor ganhou na literatura as mais diversas expressões e roupagens, sendo tanto o ato sublime supremo – ao qual os românticos tanto aludem -, o … Leia mais

Uma história de amor real e supertriste (Gary Shteyngart)

Dinheiro equivale a vida. Retirada dos diários de Lenny Abramov, o personagem principal do último romance de Gary Shteyngart, Uma história de amor real e supertriste, essa frase tem força para sugerir a insignificância da vida que não é eterna. … Leia mais

Gatos Empoleirados – Um descanso na loucura

Passei quase a minha terça-feira inteira (05/6) pensando no tema dessa coluna. Entre os temas mais óbvios estavam: livros para ler no Corpus Christi, churrascão da equipe Meia Palavra nesse final de semana em Curitiba e por último, e ainda … Leia mais

“Amor, de novo” (Doris Lessing)

Autora de uma obra extensa e variada, que passa por diferentes temáticas, como o feminismo, política, questões raciais, ficção espacial e erotismo, Doris Lessing ganhou diversos prêmios durante sua carreira. Alguns a se citar foram o Somerset Maugham (1954), o … Leia mais