Princesa Diana em novo trailer, 12 anos sem Jorge Amado e outros links

Posfácio alerta: Carpinejar agredido; Há 12 anos éramos deixados por Jorge Amado; Stanley Kubrick e seus Top 69 filmes; Justiça tarda, mas não falha: Dostoiévski é processado 131 anos depois de morrer; A maçã envenenada, de Michel Laub, será lançado … Leia mais

O Livro e o Filme – ‘Capitães da areia’

“Sob a Lua, num velho trapiche abandonado, as crianças dormem…” Tinha um sério problema na minha época de escola, um misto de intransigência e espírito contestador que me fazia recusar à leitura qualquer livro que fosse forçado pelos professores. Assim, … Leia mais

Carnaval literário

Nunca faço muitos planos para o carnaval. Não por não gostar da data, mas porque ano sim, ano não, o meu aniversário calha de cair na semana antes, durante ou depois. Só que não estou aqui para julgar a culpa … Leia mais

A (famigerada) lista de Rafael Bán Jacobsen – Guilty Pleasures

Após colaborar com uma lista de 5 clássicos na sua opinião, Bán Jacobsen traz aos leitores do Meia Palavra 5 livros de Guilty Pleasure – ou prazeres culposos, ou se preferir, de gostos bem duvidosos.

Melhor Leitura de 2011 – Parte II

(Mary Elizabeth Winsted encarnando Ramona Flowers, ou algo que o valha) Ontem publicamos a primeira parte de Melhor Leitura de 2011, sempre esclarecendo que a única regra que o Meia Palavra impõe para participar dessa lista é: a leitura do … Leia mais

Suor (Jorge Amado)

É impossível ler Suor, romance de autoria de Jorge Amado, publicado em 1934 a não ser sob a sombra de O cortiço, o clássico romance de Aluísio Azevedo de 1890. Tendo dito isso, creio que devemos, portanto, estabelecer como a … Leia mais

Cacau (Jorge Amado)

Cacau é o segundo romance de Jorge Amado, publicado dois anos depois de O país do carnaval (1931). Já no início do livro Jorge Amado faz um questionamento acerca do caráter proletário ou não do romance em questão, ainda que … Leia mais