Afirma Tabucchi ter Pereira afirmado

Inicio esta resenha assumindo-me um fã confesso de escritores que insistem em cultivar aspectos literários e narrativa mais tradicionais. Por tradicional refiro-me à apresentação dos personagens de maneira evidente, construção de narrativas lineares, uso de descrições, encadeamento mais meticuloso de … Leia mais

Óculos de ouro (Giorgio Bassani)

James Joyce, autor de algumas das obras mais aclamadas da literatura ocidental, gostava de dizer que não inventava nada de seus romances e contos, já que tudo vinha de sua própria vida. Ao dizer isso, queria dizer que todos os … Leia mais

Uma outra perspectiva

Se fosse descrever a subjetividade, uma pessoa poderia evocar a imagem das conhecidas caixinhas mentais — as simplórias caixinhas a partir das quais tem início o processo de filtragem e catalogação da quantidade absurda de informações recebidas diariamente. Não é como se … Leia mais

Afirma Pereira (Antonio Tabucchi)

Logo que foi publicado, em 1994, Afirma Pereira inflamou a imprensa italiana. Em meio à campanha eleitoral que viria a dar a vitória ao partido Forza Italia, e colocaria Silvio Berlusconi pela primeira vez à frente do Conselho de Ministros, … Leia mais

Trabalhar cansa (Cesare Pavese)

Trabalhar é, provavelmente, a coisa que o ser humano moderno mais faz. Portanto é mais do que natural que existam uma infinidade de reflexões a tal respeito, com os mais variados veredictos: desde o enobrecimento da alma até uma liberdade … Leia mais

Nenhuma ilha é uma ilha (Carlo Ginzburg)

Carlo Ginzburg é um dos nomes mais conhecidos da atualidade tanto na História quanto na crítica literária. Apesar de suas incursões no terreno da crítica literária, na qual demonstra uma erudição bastante distinta e rara nos dias de hoje, ele … Leia mais

Morte acidental de um anarquista e outras peças subversivas (Dario Fo)

Dario Fo é um dos dramaturgos mais importantes da atualidade,  mas que muitos apontam como tendo textos de pouca relevância no futuro: acusam-no de prender-se demais à acontecimentos, com grandes chances de logo tornar-se anacrônico. Não concordo com essa visão, … Leia mais

O Nome da Rosa (Umberto Eco)

O Nome da Rosa é um livro atraente por se tratar de um romance policial ambientado na Idade Média europeia, envolvendo manuscritos apócrifos e a inquisição. Seu appeal aumenta se nos lembrarmos que foi o livro responsável por tirar Umberto … Leia mais

Eu Mato (Giorgio Faletti)

Quando um sádico serial killer deixa um rastro de violentas mortes pelo Principado de Mônaco, a policia de Monte Carlo se vê em busca de um homem cruel que após matar suas vítimas arranca a pele de seus rostos e couro … Leia mais