As quatro vidas do cachorro louco

Quatro vidas, quatro obras: isso é Vida, o volume de quatro biografias escritas por Paulo Leminski (1944-1989), autointitulado “cachorro louco”, ao longo da década de 1980. Inicialmente, faziam parte de um projeto editorial da editora Brasiliense, que publicou os textos … Leia mais

Jack Kerouac: King of the Beats (Barry Miles)

Via de regra, Jack Kerouac é tido como um autor bastante cool: escreveu On the Road (cuja versão cinematográfica está em cartaz nos cinemas), Os Subterrâneos e Tristessa,  em que escreve sobre jovens que vivem de maneira extrema, usando drogas, … Leia mais

Jack Kerouac: king of the beats (Barry Miles)

Na capa, uma fotografia em preto e branco, a mesma que está presente, invertida, do lado oposto do livro. Um carro rodando sobre uma estrada iluminada, delimitada por imensas margens, oceanos negros. Se você gira o livro nas mãos – … Leia mais

João Cabral de Melo Neto: o poeta?

9 de outubro de 1999: o dia do já anunciado, porém não menos triste, adeus ao meu poeta preferido. Coisa estranha. Estava o número 9 mais presente na sua ímpar vida de atração por números pares do que você imaginava. … Leia mais

Marina Tsvetaeva

Por mais mazelas que a sociedade russa do começo do século XX tivesse, é louvável a participação feminina não só na Revolução, como também na literatura – mesmo nos casos contrarrevolucionários. Alguns dos maiores nomes da poesia russa no século … Leia mais

John Steinbeck

Hoje faz 110 anos que John Ernst Steinbeck Jr. nasceu. Em 27 de fevereiro de 1902, na cidade de Salinas, estado da Califórnia, o filho de John Ernst Steinbeck e Olive Hamilton vinha ao mundo. A infância de um dos … Leia mais

Whole Lotta Led Zeppelin – A história ilustrada da banda mais pesada de todos os tempos (Jon Bream)

Nunca fui um fã-fanático, um cego que idolatrava o quarteto Page, Plant, Bonham e Jones, contudo sempre que ouvia suas músicas na rádio ou queria música pesada e dançante – as minhas favoritas – colocava Led Zeppelin na radiola. Muito … Leia mais

Cláudio Manuel da Costa e eu

Sabe aqueles poetas de que a gente só ouve falar no colégio e que de tantas inversões de período e floreios nos traumatizam para a eternidade? Pois bem, resolvi dar mais uma chance a um deles, e talvez fosse melhor … Leia mais

Valère Novarina

A linguagem como matéria, como combustível para o pensamento- que é teatro. A palavra sendo objeto e signo de um jogo complexo, jogado ao mesmo tempo pela sociedade, pelo público e pelos atores e diretor. Assim funciona a obra do … Leia mais