O fundo do céu

Aficionados por gêneros conseguem farejar de longe as referências dentro de uma obra. Os fãs de quadrinhos se deliciam com os easter eggs deixados pela Marvel em seus filmes. Os geeks saltam quando ouvem o nome de Stephen Strange ou … Leia mais

A literatura argentina e as editoras independentes

Pra quem já sabe, existem filmes insatisfatórios realizados com a obra de Ernesto Sábato, Jorge Luis Borges e Aldofo Bioy Casares, os quais apesar disso são os escritores argentinos mais reconhecidos no estrangeiro – vale a pena dedicar horas de … Leia mais

Pequeno Manual de Procedimentos (César Aira)

O escritor argentino César Aira é, provavelmente, um dos pináculos da literatura contemporânea de seu país. Talvez de toda a literatura em língua espanhola. Produz de maneira frenética e aos 63 anos tem por volta de oitenta livros publicados.

História universal da infâmia (Jorge Luis Borges)

Acho fantástico como Jorge Luis Borges consegue construir todo um mistério somente insinuando coisas e dando espaço para que o leitor construa o resto. Ele sugere – com um timing magnífico, que sabe quando avançar e quando parar -, deixa … Leia mais

Segundos Fora (Martin Kohan)

Quando um boxeador atinge o chão, o juiz inicia uma contagem de 10 segundos para que o pugilista se recupere e retorne a lutar, ou não se levante e, neste caso, seja considerado derrotado. No entanto, em 1923, em uma … Leia mais

Formas Breves (Ricardo Piglia)

De certa forma, ler Formas Breves, do argentino Ricardo Piglia, foi uma decepção. Eu já tinha lido um dos textos do livro, “Teses sobre o conto”, e esperava que o tom fosse mais ou menos o mesmo: teoria literária bem … Leia mais

Antologia Hede: uma literatura desconhecida – Manuel Graña Etcheverry

O povo Hede é um povo antigo, já há muito perdido. Suas origens são misteriosas e, talvez, seu legado ainda mais. Manuel Graña Etcheverry – poeta argentino e genro de Carlos Drummond de Andrade – pesquisou-os e verteu, pela primeira … Leia mais

O Enteado (Juan José Saer)

É um livrinho fino, mas difícil, e mais de uma vez pensei em abandoná-lo pelo que contém de lentidão, de descrição minuciosa e obsessiva. De alguma forma, porém, eu podia perceber (e confirmaria depois) que o recurso às descrições era … Leia mais

Historia universal de la infamia (Jorge Luis Borges)

O realismo mágico é uma das correntes literárias mais famosas de todos os tempos. É, também, inequivocamente associada à América Latina e, em especial, ao escritor argentino Jorge Luis Borges. Pois que Angel Flores, o primeiro a utilizar o termo, … Leia mais

Contos essenciais Meia Palavra: Pruebas irrefutables de vida inteligente en otros planetas (Rodrigo Fresán)

Eis que inauguro uma nova série de posts aqui no Meia Palavra: os contos essenciais. Não acredito que uma explicação muito detalhada acerca disso seja realmente necessária, já que o nome é bastante auto-explicativo. Mas cabem alguns detalhes: mais ou … Leia mais

Nove ensaios dantescos & a memória de Shakespeare (Jorge Luis Borges)

Após ler Consider the lobster, de David Foster Wallace, pensei que nunca mais gostaria de ler outros ensaios. Não que o texto do escritor morto em 2008 não fossem bons, eles são excelentes. Irônicos, divertidos e informativos com as imensas notas … Leia mais

História do cabelo (Alan Pauls)

Fui empolgado para conhecer a obra do argentino Alan Pauls, História do cabelo (2010), que, aliás, faz parte de uma trilogia sobre a Argentina da década de 70 cujos demais títulos são História do pranto (o primeiro, lançado em 2008) … Leia mais