Aconteceu em 42 (Nella Bielski)

A Segunda Guerra Mundial não leva esse nome à toa. Não apenas países de todos os continentes participaram dela, mas praticamente toda a geopolítica do planeta foi alterada. Isso foi mais marcante na Europa, onde as fronteiras foram redefinidas, líderes … Leia mais

Cosmética del enemigo (Amélie Nothomb)

Amélie Nothomb nasceu em Kobe, no Japão. Viveu também na China, Laos, Estados Unidos, Birmânia e Bangladesh. Sua língua nativa, porém, é o francês e sua nacionalidade, belga. Esse pequeno apanhado biográfico já a tornaria uma pessoa minimamente interessante. Mas … Leia mais

A mulher de trinta anos (Honoré de Balzac)

Sendo parte da famosa Comédia humana, obra composta de 89 volumes de romances, contos e novelas, A mulher de trinta anos (1942) é dos romances mais conhecidos não só dessa grande obra, mas de toda a produção de Honoré de … Leia mais

A fugitiva (Anaïs Nin)

Anaïs Nin é conhecida por sua literatura erótica. A escritora francesa se consagrou no mundo das Letras por trazer à baila um tema tão polêmico quanto popular, e se consolidou no cânone universal ao dar à sensualidade e ao erotismo … Leia mais

A obra-prima ignorada (Honoré de Balzac)

Conhecido até hoje por ser um dos principais autores realistas franceses, Honoré de Balzac (1799-1850) publicou romances muito lidos atualmente, dentre eles A mulher de trinta anos, Eugènie Grandet, As ilusões perdidas e O pai Goriot, referências de sempre para … Leia mais

O africano (J. M. G. Le Clézio)

Sendo uma obra de certa forma distinta das demais de Jean-Marie Gustave Le Clézio (1940), O africano (2004) é uma crônica de memórias, uma espécie de homenagem tardia do autor a sua infância na África colonial e a seu pai. … Leia mais

Le système Victoria (Éric Reinhardt)

“Tal era o sistema que fundava a existência de Victoria: jamais estar no mesmo lugar, segmentar-se num grande número de atividades e projetos para nunca se deixar aprisionar por nenhuma verdade – mas ser em si mesma, dentro do movimento, … Leia mais

HHhH (Laurent Binet)

“Cada leitor é, quando lê, o leitor de si mesmo. A obra do escritor não é senão uma espécie de instrumento óptico que ele oferece ao leitor a fim de lhe permitir discernir aquilo que, sem aquele livro, ele talvez … Leia mais

Os ensaios – Uma seleção (Michel de Montaigne)

É de fato difícil almejar abarcar, minimamente que seja, a extensão física e espiritual dos célebres Ensaios de Michel de Montaigne. A seleção brasileira (ou Uma Seleção, como diz o subtítulo) lançada recentemente pela Companhia das Letras, possui mais de … Leia mais

O ciúme (Alain Robbe-Grillet)

Com um título digno de best-seller para moças, O ciúme (La jalousie) é um romance publicado em 1957 por Alain Robbe-Grillet, autor conhecido por integrar o Nouveau Roman, grupo de romancistas de vanguarda franceses das décadas de 1950 e 1960. … Leia mais

Inferno (Henri Barbusse)

Lembro de ter “ouvido” falar de Henri Barbusse pela primeira vez em algum texto do Gramsci que li no ano passado, se não em engano foi em algum lugar dos Cadernos de cultura. Gramsci até citou uma frase dele, algo … Leia mais

Fedra (Jean Racine) – parte 1

Observação Inicial: os trechos citados do texto serão os da tradução de Millôr Fernandes por possuírem, além de uma fluência e uma teatralidade elevadas, uma facilidade de serem encontrados gratuitamente na internet.A definição de Millôr para a maior tragédia de … Leia mais