Das indulgências com Kundera

Nas resenhas em que falei sobre livros de Milan Kundera, o tom elogioso sempre se sobressaiu na análise, e devo dizer que minhas experiências de leitura do escritor tcheco costumam ser prazerosas – embora não num sentido tradicional de prazer. O … Leia mais

Kundera strikes again!

É realmente muito bom ver que Milan Kundera, depois de dez anos sem publicar livros de ficção, still got it. O espaço de tempo decorrido desde sua última publicação, como é de praxe, foi sendo preenchido por um conjunto de … Leia mais

Uma outra perspectiva

Se fosse descrever a subjetividade, uma pessoa poderia evocar a imagem das conhecidas caixinhas mentais — as simplórias caixinhas a partir das quais tem início o processo de filtragem e catalogação da quantidade absurda de informações recebidas diariamente. Não é como se … Leia mais

A brincadeira (Milan Kundera)

O tcheco Milan Kundera, famoso por seu romance A insustentável leveza do ser, é um escritor pelo qual tenho bastante apreço. Isso, porém, não me impediu de ter certas ressalvas com relação a algumas de suas obras – ou com … Leia mais

Kundera e o sexo

Desde que li Milan Kundera pela primeira vez (com A insustentável leveza do ser) fiquei profundamente intrigado a respeito do modo como as relações entre as personagens se desenvolviam. O triângulo Tomas, Tereza e Sabine, além das adições de inúmeras … Leia mais

A fábrica de robôs (Karel Tchapek)

A palavra “robô” é, hoje em dia, parte integrante da cultura popular do mundo inteiro, além de ter sido integrada a uma série de vocabulários técnicos. E eles já até existem, mesmo que ainda bem distantes daquilo que vemos nos … Leia mais

A vida está em outro lugar (Milan Kundera)

A vida está em outro lugar, obra do já famoso escritor tcheco Milan Kundera, tem basicamente três pilares de sustentação: sexo, poesia e política. Não é uma combinação exatamente inédita em seus livros, mas é algo que via de regra … Leia mais

Traduções por vir: Literatura Tcheca

A República Tcheca é mundialmente famosa por suas cervejas e por sua literatura. Com o crescimento que o mercado de cervejas vem tendo no Brasil, acho que pelo menos a Budweiser  (a de verdade, não norte-americana) a maioria das pessoas … Leia mais

A Guerra das Salamandras (Karel Čapek)

Se existe algum tipo de inveja que pudesse ser chamada de boa, com certeza é a que eu senti ao ler a nova edição de A Guerra das Salamandras (‘Valka s mloky’, no original), do escritor tcheco Karel Čapek, lançada … Leia mais

Um artista da fome/A construção (Franz Kafka)

Ler Kafka é um exercício angustiante, que exige do leitor a perseverança de segui-lo em suas narrativas cheias de aporias que parecem ter abandonado a esperança há bastante tempo, enquanto usa dessa desesperança para arrastar o leitor para enxergar a … Leia mais

A lentidão (Milan Kundera)

Fico pensando quantas pessoas lerão A lentidão, de Milan Kundera, livro sobre o qual essa resenha se debruça. Creio que não muitas, alguns se contentarão com A insustentável leveza do ser, outros, poucos, irão mais além e procurarão A valsa … Leia mais

Eu servi o Rei da Inglaterra (Bohumil Hrabal)

Chega a ser impressionante a quantidade de coisas que o tcheco Bohumil Hrabal consegue abordar em um livro curto como Eu servi o rei da Inglaterra. Em pouco mais de 200 páginas Hrabal dá voz a Ditie, que reconta praticamente … Leia mais