Rapidinhas #4: 14º Festival de Cinema do Rio

A vinte e quatro quadros por segundo, o Rio dá boas-vindas a outubro ensolarado, e o mês começou em plena segunda feira, dia de faturar, dia de fazer a roda do mundo girar. Mas eu, aluno ainda no recesso do … Leia mais

Bonsai (Alejandro Zambra)

Dizia Julia Kristeva, embasada pelo conceito de dialogismo de Mikhail Bakhtin, que “todo texto é um mosaico de citações”. Atrevo-me a dizer que, no âmbito da criação literária, a escolha das citações que compõem esse mosaico deve ser feita com … Leia mais

O Vingador do Futuro – um conto, dois filmes

Em 1990, época agitada para o cinema-explosivo, o reconhecido diretor Paul Verhoeven (de Robocop e Instinto Selvagem) levou às telas O Vingador do Futuro, estrelado por Arnold Schwarzenegger – que na mesma década fez o segundo Terminator,foi Um Herói de … Leia mais

Bem que eu queria ir – Notas de uma vida fóbica (Allen Shawn)

“A breve duração de nossa vida é cercada, por todos os lados, pelo nada. O vivaz planeta Terra se move pelo escuro infinito”p. 159 A desilusão e angústia de um homem que atingiu a maturidade, construiu uma bela família e … Leia mais

Vou Rifar Meu Coração (Ana Rieper)

Estreante em longas-metragens, a cineasta Ana Rieper fez um filme a um público muito específico: aqueles que já sofreram de amor, que foram traídos, que amaram mas não foram correspondidos ou que perderam sua metade da laranja; ou seja: a … Leia mais

360 (Fernando Meirelles)

No lançamento do eficiente Ensaio Sobre a Cegueira (2008), adaptação do fabuloso e difícil livro de José Saramago, o diretor brasileiro Fernando Meirelles disse que seu próximo filme seria leve, diferente das outras obras de sua filmografia. Três anos depois, Fernando … Leia mais

A oficina (Luciana Viégas)

Luciana Viégas é professora de Língua Portuguesa do Colégio Pedro II e doutoranda em Literatura Brasileira na UFRJ. Além da atividade docente, vem trabalhando há algum tempo na divulgação de obras de grande relevância para a literatura. Traduziu O leitor … Leia mais

Camões, Browning e Bandeira: Análise comparada de poemas

No presente texto objetiva-se fazer uma análise comparada entre os sonetos: O amor é fogo que arde sem se ver, de Luís Vaz de Camões, Amo-te quanto em largo, alto e profundo, de Elizabeth Barrett Browning (tendo como base para … Leia mais

Caminhos recorrentes para Finnegans Wake

Levei trinta anos para acreditar que era possível encarar a opus magna de James Joyce, o mais famoso dos livros que ninguém leu: Finnegans Wake, ou, na tradução brasileira, Finnicius Revém. Convenci-me de que é possível enfrentar o gigante de … Leia mais

A internet é um campo de batalha: camerawar.tv

Um homem com uma câmera preenche a tela. Olhos colocados no viewfinder – câmera de vídeo – indicam o uso do aparelho como uma arma, uma potente ironia que remonta à máxima godardiana: “para ver é preciso filmar”. A tensão … Leia mais

O Imperador (Conn Iggulden)

Eu sou amigo do Júlio César! Sim, estou falando do Júlio César o Imperador Romano. Infelizmente não usei uma máquina do tempo, tampouco sou o personagem da célebre canção do genial Raul Seixas “Eu Nasci a 10.000 Anos Atrás”, e … Leia mais

Como falar dos livros que não lemos (Pierre Bayard)

O título causou polêmica quando do seu lançamento. Tornou o autor famoso. Permitiu-lhe debater publicamente sobre o tema, lado a lado com Umberto Eco. Prometeu ser o manual de autoajuda essencial de todos os estudantes – além de ser a … Leia mais