Senhor censor

Tenho trabalhado, nos últimos dias, em uma tradução de um conto do tcheco Jaroslav Hašek. Hašek é mais famoso pelas peripécias do soldado Švejk. O conto leva o título de ‘Entrevista com o senhor censor‘ e trata-se, adivinhem, de uma … Leia mais

O primeiro sutiã

Há alguns dias fiz uma viagem relâmpago, em que passei por São Paulo e Rio de Janeiro em menos de uma semana. O tempo era curto, obviamente não pude aproveitar as duas cidades como mereceriam. Mas é que, na verdade, … Leia mais

Esquizofrenia Progressiva – A ditadura do politicamente correto, o racismo e a censura

Ultimamente tenho lido muitas notícias a respeito de livros considerados, de alguma maneira, inadequados: Monteiro Lobato precisa retirado das escolas públicas, por conta de determinados conteúdos racistas; Dalton Trevisan foi excluído das listas de livros de alguns vestibulares por seu … Leia mais

Esquizofrenia Progressiva: Granta

Está decidido: não lerei, de modo algum, a Granta brasileira. Na verdade, decidi isso há muito tempo. Quando ouvi falar que teríamos uma edição tupiniquim. Que não me acusem de falta de patriotismo (apesar de eu, realmente, não ter nenhum … Leia mais

Sobre a dit-lit

Uma das características compartilhadas por todo regime totalitário é o controle dos meios de comunicação. Sempre existe, em graus variados, a censura. E a literatura é uma das áreas que sofrem impacto mais direto disso: as publicações costumam ser selecionadas … Leia mais

Esquizofrenia Progressiva – Notas sobre um naufrágio

Até hoje nunca havia assistido Titanic. Foi uma oposição consciente, tomada durante a adolescência – uma espécie de contestação inútil, a respeito de algo totalmente inútil. A decisão foi revogada tão irrefletidamente quanto foi tomada, desta vez cedendo a um … Leia mais

Esquizofrenia Progressiva – sobre os muitos idiomas

I Certa vez listei meus problemas com a língua francesa. Uma relação um tanto neurótica com uma língua influente, confesso. E um tanto exagerada: não posso, afinal, deixar de reconhecer que Rimbaud e Mallarmé foram excelentes poetas. E que existem … Leia mais

Esquizofrenia Progressiva- A lição húngara

No dia primeiro de janeiro de 2012, entrou em vigor a nova constituição da Hungria. Vendida pelo governo conservador como a fase final para o país se afastar daquilo que foi a República Popular da Hungria. Ao que tudo indica, … Leia mais

Esquizofrenia Progressiva – Je ne parle pas français

Eu estudei francês por um semestre. Insuficiente para aprender qualquer língua que seja, ainda mais uma língua notadamente traiçoeira como a de Proust: reza a lenda que o começo é bastante fácil, mas que depois se torna diabolicamente difícil. Não … Leia mais

Esquizofrenia Progressiva- Sobre médicos

Médicos são como advogados: só que advogados meramente lhe roubam, enquanto que médicos lhe roubam e matam. O autor dessa frase é o escritor e dramaturgo russo Anton Tchekov, que também era médico. Durante anos dedicou-se às duas atividades, chegando … Leia mais

Esquizofrenia Progressiva- Quando a literatura silencia (parte 2)

O maior e mais famoso Campo de Concentração de todos foi Auschwitz. A morte industrializada, mecanizada. Os sobreviventes ficaram severamente marcados para o resto de suas vidas, e os que morreram foi da forma menos humana possível.  Câmaras de gás, … Leia mais

Esquizofrenia Progressiva- Quando a literatura silencia (parte 1)

A história da humanidade está cheia de episódios deploráveis. Guerras, campos de concentração, genocídios, regimes opressivos, perseguições… É uma lista infindável.  A literatura costuma comprometer-se a, de alguma maneira, representar esses episódios. Temos inúmeros relatos- reais e imaginários- sobre Auschwitz, … Leia mais