Era do Jazz, made in Japan

Quando da láurea do escritor japonês Yasunari Kawabata com o Nobel de Literatura em 1968, a Academia Sueca justificou sua escolha da seguinte maneira: “por sua maestria narrativa, que com grande sensibilidade expressa a essência da mente japonesa”. A comissão … Leia mais

Rashomon e outros 17 contos

Ryūnosuke Akutagawa, que viveu entre 1892 e 1927, é um dos escritores mais importantes e renomados do Japão, a ponto de Haruki Murakami se referir a ele como um dos autores nacionais do país. No entanto, Akutagawa me era totalmente … Leia mais

Histórias e Estórias – O Japão de Kawabata e o de Murakami

Fico pensando que tipo de comparações poderiam ser feitas entre as obras Yasunari Kawabata e Haruki Murakami. Não estou falando em questões de estética e de estilo, necessariamente, mas de tratamento de temas, de questões, de abordagem, de personagens etc. … Leia mais

Kyoto (Yasunari Kawabata)

Foi um tanto temeroso que busquei construir um argumento sobre os motivos que levaram o livro Kitchen, da escritora Banana Yoshimoto, a fazer tanto sucesso no Japão. Não sei exatamente até que ponto minhas assertivas possuem solidez, mas lendo Kyoto, … Leia mais

Kitchen (Banana Yoshimoto)

Antes de analisar o livro Kitchen propriamente, gostaria de ensaiar alguns pressupostos pelos quais procurarei caminhar quando da minha leitura. Acho necessário tal preâmbulo para fixar algumas questões que me guiarão na interpretação do livro, e, como não conheço seu … Leia mais

Do que eu falo quando falo de corrida (Haruki Murakami)

Ultimamente tenho descoberto verdadeiras pérolas em escritos que há algum tempo  evitava a todo o custo. Sou um leitor inveterado de romances, procurei sempre prezar pela leitura deles, e faço abertamente minha mea culpa de praticamente não ler poesia. Foi, … Leia mais

Caçando carneiros (Haruki Murakami)

Ainda não dediquei tempo à leitura da fortuna crítica a respeito do escritor japonês Haruki Murakami, mas aposto – com um bom grau de certeza, penso – que suas novelas devem ser divididas em alguns tipos. Os dois principais seriam … Leia mais

Norwegian Wood (Haruki Murakami)

A juventude é, talvez, a parte da vida em que as pessoas mais conscientemente sentem estarem vivas. A vida é uma força aparentemente inesgotável. Tanto que já é parte do senso comum falar sobre como os jovens costumam se sentir … Leia mais

Minha querida Sputnik (Haruki Murakami)

Por um pequeno momento na vida, pode ter sido único ou ter-se repetido inúmeras vezes, uma pessoa se sente só. Se sente consumida pela solidão, como se uma inércia a puxasse para longe mesmo nos lugares mais lotados – cercada … Leia mais

1Q84 (Haruki Murakami) – Parte II

Se você perdeu a primeira parte, é aconselhável lê-la. Você pode fazê-lo aqui. A forma como Murakami consegue agarrar tantos fios para enfeixá-los em uma trama coesa (que consiga minimamente estabelecer ligações entre as duas tramas semi-paralelas que se desenvolvem … Leia mais

1Q84 (Haruki Murakami) – Parte I

Haruki Murakami é um dos principais nomes cotados para ser galardoado com o Nobel de Literatura, tanto que nesse ano mesmo ele chegou a estar entre os três favoritos nas tradicionais casas de apostas inglesas. Mesmo não tendo sido premiado … Leia mais

Após o anoitecer (Haruki Murakami)

Muitas pessoas vivem da noite e são vítimas dos seus mais incríveis encantos: pode entregar-se a disfarces, ser outro em si mesmo, contar vantagens, largam-se os ternos e as preocupações – os terrores diurnos de uma vida citadina. Em muitas … Leia mais