Contos Essenciais: Um túmulo para Boris Davidovitch (Danilo Kiš)

É comum dividir a literatura em duas partes, bastante distintas e distantes entre si: a ficção e a não-ficção. É claro que muitas vezes a ficção se aproveita de fatos reais. Fatos históricos, via de regra: quantos livros não contam … Leia mais

Ana Cristina Cesar

Nosso país nunca me pareceu um campo exatamente bom para a poesia. Eu tinha uma visão de que existiam alguns poetas canônicos – muito bons, é verdade, mas que não me satisfazem e me significam menos do que eu gostaria … Leia mais

A fábrica de robôs (Karel Tchapek)

A palavra “robô” é, hoje em dia, parte integrante da cultura popular do mundo inteiro, além de ter sido integrada a uma série de vocabulários técnicos. E eles já até existem, mesmo que ainda bem distantes daquilo que vemos nos … Leia mais

Plumb / Chumbo (George Bacovia)

Um homem para quem, aparentemente, abandonar o quarto é um suplício. É lá seu refúgio, em um mundo eternamente escuro e invernal, onde mesmo uma manhã de verão é apenas um preparativo para a decadência presente em seu exato oposto. … Leia mais

A mulher mais bonita da cidade (Charles Bukowski)

Mais uma vez, Henry Chinaski. O poeta beberrão, encrenqueiro e problemático. Que, é verdade, esconde dentro de si um homem sensível – pelo menos muito mais sensível que a maioria das pessoas que vive ao seu redor. Mas não apenas … Leia mais

Antologia Hede: uma literatura desconhecida – Manuel Graña Etcheverry

O povo Hede é um povo antigo, já há muito perdido. Suas origens são misteriosas e, talvez, seu legado ainda mais. Manuel Graña Etcheverry – poeta argentino e genro de Carlos Drummond de Andrade – pesquisou-os e verteu, pela primeira … Leia mais

Judas Iscariotes (Leonid Andreiev)

O começo do século XX é um período em que a literatura passou por certo rebuliço: com alguns anos de distância e com intensidades variadas, as literaturas de diversas nações tiveram autores e obras emblemáticos e que causaram um impacto … Leia mais

Abaixo de Zero (Bret Easton Ellis)

A julgar pela literatura, a sociedade dos Estados Unidos é formada por sucessivas gerações de idiotas sem esperança: pelo menos todo livro que é anunciado pela mídia como sendo “o livro de tal geração” mostra isso. São sempre adolescentes ou … Leia mais

Osso a Osso (Vasko Popa)

Se em geral a literatura da Sérvia não é muito difundida por essas bandas, o que dizer então da poesia desse país? Acho que, afora as traduções feitas por Aleksandar Jovanović, não existe mais nada. O que falta em quantidade, … Leia mais

O diabo mesquinho (Fiódor Sologub)

Alguns nomes estão marcados de forma indelével no cânone literário da Rússia: Nikolai Gogol, Fiódor Dostoiévsky, Lev Tolstóv, Mikhail Bulgakhóv, Anton Tchekhov, Anna Akhmatova, Boris Pasternak e tantos outros. Um país tão grande e de história tão complexa, porém, tem muito mais … Leia mais

Breve Sexta-Feira (Isaac Bashevis Singer)

Em suas Teses sobre o conto o argentino Ricardo Piglia escreve que o conto é uma narrativa que encerra uma história secreta. Isso acontece de diferentes maneiras em diferentes autores e vertentes da literatura. No texto, ele demonstra como isso … Leia mais

Traduções por vir: Ex-Iugoslávia (parte I)

Os idiomas sérvio e croata são, na verdade, uma só língua – junto, ainda, com o bósnio e o montenegrino. São dividas, porém, por motivos políticos: a Segunda Guerra do Bálcãs, que deu fim à Republica Federativa Socialista da Iugoslávia, … Leia mais