Szymborska e a poesia simples

Desde a premiação do Nobel de 1996, a poeta polonesa Wisława Szymborska (1923-2012) passou a figurar entre as prateleiras das livrarias mundo afora, porém é fato que ela já era reconhecida e muito em seu país há décadas. Por todas … Leia mais

Contos Essenciais: A rua dos Crocodilos (Bruno Schulz)

A obra de ficção do escritor, professor, tradutor, crítico e hábil artista polonês Bruno Schulz não ganhou destaque por sua extensão (três livros,  sendo que o último, inacabado, perdeu-se durante a Grande Guerra), mas por seu incrível humor patético e paródico; … Leia mais

I burn Paris (Bruno Jasiénski)

Esqueça a Paris boêmia, romântica e cosmopolita cuja imagem você está acostumado a ver em livros, filmes, músicas e fotos turísticas. I burn Paris (Eu queimo Paris, em tradução livre) desconstrói essa imagem da Cidade Luz e constrói em seu … Leia mais

A mass for Arras- Andrzej Szczypiorski

A cidade de Arras, no interior da França, sofreu com uma epidemia de peste no ano de 1458. Por ordens superiores, a cidade foi fechada. Isso, aliado à ação de bandidos, culminou com um período de fome intensa. Governadas por … Leia mais

A Mente Cativa (Czesław Miłosz)

Hoje em dia são mais ou menos óbvios os problemas que se apresentavam àquele que enveredava pelo caminho da criação literária à leste da Cortina de Ferro: o dilema entre sacrificar a integridade artística e, por vezes, moral, em troca … Leia mais

Prawiek e inne czasy (Olga Tokarczuk)

Quando comecei a me embrenhar na literatura polonesa contemporânea, entrei em contato com um universo imenso de informações. Pensando que é um país relativamente pequeno (apesar de grande para os padrões europeus) e com um idioma pouco difundido, é espantosa … Leia mais

Homenagem a Wisława Szymborska – Parte II

O fim da vida de pessoas públicas geralmente é marcado por uma série de discursos. Fala-se sobre as realizações do finado, sobre o quão importante ele foi. Faz-se alguns elogios à sua memória, lembra-se de dificuldades e de bons momentos. … Leia mais

Wysława Szymborska (02/07/1923 – 01/02/2012)

A Polônia, apesar de todas as vicissitudes históricas e de uma auto-imagem nacional um tanto confusa, foi o berço de grandes personagens históricas. Lá nasceram Chopin, Madame Curie, João Paulo II. Czesław Miłosz também é outro polonês de peso. Ontem, … Leia mais

Solaris (Stanislaw Lem)

Já disse aqui algumas vezes que as descrições, por mais enfadonhas ou verborrágicas que possam ser hora ou outra, são partes essenciais da espinha dorsal de uma boa história. São elas que conseguem, tanto quanto plot twists, conflitos e situações-limite, … Leia mais

Ébano (Ryszard Kapuściński)

O continente africano, para os ocidentais, sempre teve uma aura de exotismo. ‘O coração das trevas’, do polonês que escrevia em língua inglesa Joseph Conrad, é um bom exemplo disso. Outro polonês que pode servir de exemplo nesse caso é … Leia mais

Não mais (Czesław Miłosz)

Existe uma tendência, já notada por Baudelaire, a se considerar a modernidade como uma automática rejeição de tudo aquilo que existiu anteriormente. Isso não necessariamente é verdade. No caso da poesia, talvez seja quase o oposto, já que alguns dos … Leia mais

Odejście Głodomora (Tadeusz Róźewicz)

A impossibilidade da comunicação. A insuficiência da linguagem. Quando Franz Kafka escreveu sobre esses assuntos, no começo do século passado, foi aclamado como gênio – e com toda razão. De lá pra cá, porém, as coisas mudaram – e a … Leia mais